Falta de pontaria deixa Kleina preocupado

Equipe cria nos jogos boas oportunidades, mas tem dificuldades para marcar. 'Temos de treinar mais', diz técnico

DANIEL BATISTA, O Estado de S.Paulo

12 de março de 2013 | 02h05

O técnico Gilson Kleina tem um importante e difícil problema para resolver nos próximos dias. A equipe alviverde cria bastante oportunidades de gol, mas tem muita dificuldades para marcar. Já são três jogos que o time não consegue balançar as redes e isso tem preocupado o treinador.

Falta de treinamento não é. Pelo menos uma vez por semana ele coloca os jogadores para treinar chutes a gol com os dois pés, mas a maioria tem um aproveitamento muito ruim. "Fazemos trabalho de finalização, mas parece que é algo que temos de trabalhar mais", disse o treinador.

Os números dos atacantes na temporada mostram que realmente o treinador tem motivos para se preocupar. Dos cinco jogadores disponíveis para o setor, ninguém fez sequer dois gols. Vinícius e Leandro são os artilheiros com um gol, enquanto Maikon Leite, Caio e Kleber ainda não marcaram.

O que deixa o treinador mais tranquilo é que as jogadas estão sendo feitas. O problema é a finalização. "Antes nem isso acontecia", lembra. Ele vai aproveitar o treino de hoje, que será fechado à imprensa, para mais uma vez apostar nos trabalhos de finalização na Academia de Futebol.

A expectativa maior está em cima de Kleber. Desde que Barcos deixou o clube, ele aparece como o candidato a suceder o posto do argentino, tanto que herdou a camisa 9. Mas em três partidas realizadas, não conseguiu ainda convencer.

E ontem, o Palmeiras anunciou a demissão de oito funcionários das categorias de base. O nome mais conhecido é do técnico Narciso, que chegou a dirigir o time principal ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.