EFE/Luis Tejido
EFE/Luis Tejido

Falta de ventos cancela regatas no Mundial de Vela em Santander

Sem ventos nas raias, competição teve cancelamentos. Para esta segunda-feira estavam previstas 34 regatas

Estadão Conteúdo

15 de setembro de 2014 | 14h53

O dia foi monótono no Mundial de Vela em Santander (Espanha) nesta segunda-feira. O vento não apareceu nas raias onde acontece a competição e praticamente todas as regatas previstas para o dia tiveram que ser canceladas. Só uma flotilha da 49er masculina teve uma única largada, a primeira da classe no Mundial.

Com mais de uma flotilha (grupo) por classe, a previsão que fossem realizadas 34 regatas nesta segunda-feira, na 49er, 49erFX, Finn (a primeira regata destas classes), 470 Masculina e Feminina, RS:X Masculina e Feminina. Foram longas horas de espera por um vento que não veio.

"Passamos o dia esperando. Pelo menos a temperatura estava agradável, com sol, e nós ficamos em terra, ao contrário dos meninos que ficaram boiando", disse Bruna Martinelli, da RS:X. "Nós tivemos duas semanas de treino maravilhosas e agora o vento acabou", reclamou Renata Decnop, da 470. 

Todo o Mundial, que começou na sexta-feira, tem sido marcado pelos ventos fracos, que deixam a disputa mais incerta e prejudica os atletas mais rápidos. O Brasil tem Robert Scheidt e Bruno Fontes em quarto e quinto na Laser (a classe não tinha regatas previstas para esta segunda), Bimba em 14.º e Patrícia Freitas em terceiro na RS:X.

Tudo o que sabemos sobre:
velaMundial de Vela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.