Faltaram letras para a camisa do novo ídolo

A compra de uma camisa que durava em média 15 minutos demorou ontem mais de duas horas: uma na fila e outra para gravar o nome de Ronaldo. Motivo? Faltaram letras. "Sofremos, mas demos conta de atender a todas as pessoas", garantiu Silvio Tieppo, gerente da loja do Parque São Jorge, animado com a venda de mais 250 peças ao preço de R$ 169,90 (já havia negociado outras 100 na terça-feira).Para compensar a falta da letra L, fizeram adaptação com a E. "Cortamos uma parte e deu certo", contou Tieppo. Também terminaram os "O", e os "Q", com pouca saída, quebraram o galho. Sem contar as adaptações. "Os torcedores queriam sair com a camisa com o nome do Ronaldo. Podia ser com letra antiga, com cores diferentes..."Na camisa branca, as letras são pretas; na preta, são prata; na roxa, dourada. Ontem, houve gente que adquiriu o uniforme branco com letras douradas e a roxa com cinza. Em toda a rede Roxos e Doentes, que administra as lojas Todo Poderoso, foram negociadas 600 camisas. "Ainda vendemos 10% de camisetas do restante do elenco", afirmou Eduardo Rosemberg, sócio-diretor da Roxos e Doentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.