'Escapar do tubarão e sair ileso é um milagre', diz Fanning

Surfista retorna à Austrália e pede tempo para voltar ao mares

O Estado de S.Paulo, O Estado de S. Paulo

21 de julho de 2015 | 09h51

De volta à Austrália, o tricampeão mundial de Surfe, Mick Fanning, classificou como um "milagre" ter sobrevivido e saído ileso ao ataque de um tubarão na etapa de Jeffreys Bay, na África do Sul, domingo. Ainda abalado, Fanning desembarcou nesta terça-feira no aeroporto de Sydney e concedeu entrevista coletiva - havia mais de cem jornalistas no local. 

"Quando perdi a prancha, pensei que já estava acabado. Escapar do ataque de um tubarão sem um arranhão, isso é um autêntico milagre."  

Na final da etapa de Jeffreys Bay, Fanning estava remando para pegar sua onda quando um tubarão o atacou. O surfista caiu da prancha e travou uma 'luta' contra o animal por cerca de 15 segundos. O resgate foi acionado (uma lancha e dois jets skis) e o surfista sobreviveu. "Não sei como ele não me mordeu. Ele veio pela cauda da prancha e não parava de atacar", afirmou Fanning, que conseguiu se defender com o equipamento e dar socos no animal. "Eu me senti tão insignificante. Ver aquela coisa se movimentando tão rápido. É um animal selvagem."

Fanning disse que não pensa em abandonar o surfe, mas admitiu que precisa de um tempo antes de voltar à competir. Ele afirmou que vai levar algumas semanas ou até um mês para regressas ao mar. "Mais do que algo emocional, é um trauma mental. Não sei quanto tempo vai demorar para eu superar isso."

PRÊMIO POR BRAVURA

Julian Wilson, contra quem Fanning disputava a final do torneio sul-africano, receberá um prêmio por bravura pelo fato de ter remado em direção ao compatriota no momento do ataque. "Senti que não chegaria a tempo. Mas rezei para que ele ainda estivesse ali. A gente sempre imagina o pior." A etapa de Jeffreys Bay foi adiada por causa do ataque de tubarão. Os prêmios e os pontos devem ser divididos entre os dois surfistas.


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.