Sérgio Castro/Estadão
Sérgio Castro/Estadão

Favorita, campeã olímpica da maratona prevê dificuldade na São Silvestre

Jemima Sumgong diz preferir correr distâncias longas em vez dos 15 km da prova de sábado

Ciro Campos, Estadão Conteúdo

29 de dezembro de 2016 | 17h10

A campeã olímpica da maratona nos Jogos do Rio, a queniana Jemima Sumgong chegou nesta quinta-feira ao Brasil e descartou se considerar a favorita para ganhar a Corrida Internacional de São Silvestre, no sábado, em São Paulo. A experiente atleta de 32 anos disse que se adaptar à curta distância de 15 km será a grande dificuldade.

A atleta explicou que por estar acostumada a disputar maratonas (42.195 metros), o histórico vitorioso em longas distâncias não lhe dá a certeza de bom resultado. "A distância curta da corrida exige alta velocidade. O ritmo é bem mais forte que o de uma maratona. Para mim, é melhor e mais fácil correr 42 km mesmo", afirmou a queniana, que neste ano ganhou também a Maratona de Londres.

A principal concorrente dela será outra africana, a etíope Ymer Ayalew, tricampeã da prova e vencedora das duas últimas edições. As duas estão hospedadas no mesmo hotel na capital paulista e posaram para fotos lado a lado em evento para a imprensa na tarde desta quinta. Das brasileiras, a candidata às primeiras posições é a paranaense Joziane Cardoso.

Sumgong contou que esta é a sua primeira visita à capital paulista. A atleta se disse surpresa com o calor. A temperatura de aproximadamente 35ºC, porém, não a assusta. "Para mim o calor não chega a ser problema. No Rio, quando ganhei a maratona, também estava muito quente e pude chegar na frente na prova olímpica", comentou.

A prova feminina da São Silvestre terá a largada às 8h40 de sábado, na avenida Paulista, mesmo local onde será a chegada. O trajeto da prova neste ano é similar ao do ano passado. A categoria masculina começa o percurso às 9h. O primeiro pelotão a partir para a disputa será o de cadeirantes, às 8h20.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.