Favorito, Scheidt perde para norte-americano e fica com a prata

Grande favorito ao ouro noiatismo, Robert Scheidt, terminou os Jogos Pan-Americanos com aprata no peito. Apesar de vencer com folga a regata decisiva,ele foi derrotado pelo norte-americano Andrew Campbell nacontagem geral. O norte-americano chegou em segundo lugar, quando obrasileiro precisava que ele terminasse do terceiro para trásna prova neste sábado. "Estava indo tudo bem até 100 metros da linha de chegada.Eu já tinha o sorriso na boca. Olhei para trás e vi o chileno eo argentino entre mim e o americano. Só que ele abriu um poucopara o lado e conseguiu um vento bom que empurrou ele para osegundo lugar", disse o brasileiro. "No final da primeira perna eu estava em último e ele emprimeiro. Mas eu tive sorte de encontrar uma boa rajada econsegui chegar. O vento esteve bom. Foi uma regata emcondições justas. Gosto de provas assim, em que você tem queusar a inteligência", declarou Campbell antes de receber umabraço de Scheidt. "Bom trabalho, amigo. Você mereceu", disse Robert a Andrew."Vocês podem ver que ele é um grande campeão, sempre foi muitohumilde e muito correto. Sempre foi um grande vencedor, e agorase comporta como um grande perdedor", disse Campbell, lembrandoque essa foi a segunda vez que derrotou Scheidt. A primeira foino Pré-Olímpico de 2002. O próximo confronto entre os dois não tem data marcada, jáque Andrew segue na Laser enquanto Scheidt vai se concentrar naclasse Star e na preparação para os Jogos Olímpicos dePequim-2008. Quem mais fez festa na Laser foi a brasileira AdrianaKostiw. Ela largou para a última regata em quinto naclassificação geral e chegou no bronze. "Escreve aí: Deus existe. Eu só tinha uma chance, que eraganhar a regata e ver a canadense em quarto lugar. Foiexatamente o que aconteceu. Esse bronze vale ouro", disse elaao responder à clássica pergunta dos jornalistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.