Paul Chiasson/AP
Paul Chiasson/AP

Favoritos abusam do descanso e se despedem cedo

Tanto na chave feminina quanto na masculina, as maiores estrelas caíram nas primeiras rodadas de torneios no Canadá

, O Estado de S.Paulo

13 de agosto de 2011 | 00h00

MONTREAL

O público canadense está assistindo a uma sequência de surpresas sem precedentes nos últimos 10 anos do tênis mundial. Nos dois grandes eventos disputados esta semana em Montreal (masculino) e Toronto (feminino), a maior parte dos principais cabeças de chave nem sequer chegou às quartas de final.

Foi a primeira vez desde 2004, quando Rafael Nadal nem figurava entre os 10 melhores do mundo, que o espanhol e seu arquirrival Roger Federer foram eliminados nas primeiras duas rodadas de um Masters. Em Montreal, o atual número 2 do mundo caiu logo na estreia diante do croata Ivan Dodig, enquanto o suíço jogou apenas mais uma partida e foi derrotado mais uma vez por Jo-Wilfried Tsonga, o mesmo que já havia lhe tirado de Wimbledon.

Andy Murray, o número 4 do mundo, também perdeu na estreia e apenas Novak Djokovic, do chamado "Quarteto Fantástico" se safou. A má fase dos favoritos também chegou à chave feminina, não muito longe dali, em Toronto, onde simplesmente Caroline Wozniacki (número 1), Kim Clijsters (2), Vera Zvonareva (3), Maria Sharapova (5), Na Li (6, campeã de Roland Garros) e Petra Kvitova (7, fazendo sua primeira aparição desde o título em Wimbledon) se despediram antes das quartas de final.

A favorita para vencer o torneio é Serena Williams, apenas a 80.ª do ranking devido a uma série de lesões que comprometeram 11 meses nas quadras, mas dona de 13 títulos de simples em Grand Slam.

Boa parte da responsabilidade pelas surpreendentes derrotas dos cabeças de chave se explica pelo longo período de inatividade que se deram ao luxo de desfrutar depois da disputa de Wimbledon - seis semanas no total.

"Este tipo de resultado é normal. Foi apenas o primeiro torneio na preparação para o US Open e ainda falta bastante tempo para o Grand Slam começar", explicou Federer. "Estou mentalmente forte e me sentindo muito bem. O Tsonga ganhou de mim em Wimbledon, então não sei se é uma surpresa ter vencido mais uma vez. Ele está jogando muito bem."

O americano Mardy Fish e o pouco cotado sérvio Janko Tipsarevic foram os primeiros tenistas a garantir lugar nas semifinais. Os dois se enfrentam hoje depois de vencerem Stanislas Wawrinka - 6/3, 6/7 (10/8) e 6/0 - e Tomas Berdych (duplo 6/4), respectivamente. Ambos já estavam disputando torneios no piso rápido da América do Norte antes de Montreal e fizeram valer o melhor ritmo de jogo.

A chave feminina também mostra a diferença que fez para as tenistas manter-se em atividade depois de Wimbledon. A campeã do Torneio de Carlsbad, na semana passada, foi a primeira a conseguir passagem para as semifinais. A polonesa Agnieska Radwanska bateu a carismática alemã Andrea Petkovic com facilidade (6/4 e 6/3).

Samantha Stosur, que saiu do top 10 esse ano, volta a fazer boa campanha depois de resultados decepcionantes nas últimas semanas. Ela passou por Roberta Vinci, que havia derrotado Wozniacki, por tranquilos 6/4 e 6/1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.