Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters

Fazer gol em solo inglês é desafio de Messi na final

Meia, que jamais marcou em sete jogos pelo Barcelona na Inglaterra, terá nova chance sábado, contra o Manchester

PAULO VINÍCIUS COELHO, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2011 | 00h00

LONDRES - Lionel Messi terá um desafio extra, sábado, na decisão da Liga dos Campeões entre Barcelona e Manchester United, no estádio de Wembley: fazer gol em território inglês.

Desde que passou a titular da equipe espanhola, em 2005, o argentino jamais marcou em campos da Inglaterra. Foram sete visitas, com duas vitórias, sobre Liverpool e Chelsea; empates com Manchester United, em 2008, Chelsea, na semifinal de 2009, e Arsenal, em 2010; e derrotas para o Chelsea, em 2006, e para o Arsenal, este ano.

O Barcelona fez nesta quarta-feira seu primeiro treino em Londres, justamente no centro de preparação do único clube que o venceu na atual edição da Liga dos Campeões. Em fevereiro, o Arsenal bateu o time catalão por 2 a 1, em virada nos últimos 15 minutos.

O treino do Barcelona, nesta quarta, foi totalmente fechado, a pedido do técnico Josep Guardiola. Só quem deu declarações foi o diretor de futebol, Andoni Zubizarreta, goleiro da primeira conquista da Liga dos Campeões pelos catalães, em 1992, justamente em Wembley. "Hoje temos menos urgência do que naquele período", disse o dirigente.

Zubizarreta era, também, goleiro titular da equipe na primeira decisão da história envolvendo Barcelona e Manchester United, em 1991, na extinta Recopa.

Machucado, deu lugar ao reserva Busquets, pai do cabeça de área do time atual.

Os dois times se enfrentaram em Roterdã, na Holanda, e o Manchester ganhou por 2 a 1 a final contra o Barcelona. Mark Hughes, que atuou pelos dois clubes, mas na ocasião defendia os ingleses, fez os dois gols em Busquets.

No final da semana passada, o técnico da vitória espanhola de 1992, Johan Cruyff, falou sobre a importância daquela vitória em Wembley. "Foi o que transformou a história do clube. Acabou com a fama de (time) derrotado", disse Cruyff.

A fama existia porque, seis anos antes daquela conquista, o Barcelona disputou uma decisão em Sevilha, na Espanha. Perdeu nos pênaltis para o Steaua Bucareste, da Romênia.

Retrospecto. Na história da Liga dos Campeões, oito vezes um dos finalistas decidiu em seu país, situação atual do Manchester United. São seis vitórias do anfitrião e dois empates, com derrotas nos pênaltis.

O Manchester United, atual campeão inglês, pode ser o 15.º campeão invicto do torneio continental, que teve sua primeira edição disputada na temporada 1955/56.

Veja também:

link Húngaro de 35 anos apitará final da Liga dos Campeões

link Ingresso no paralelo chega a R$ 23 mil

video ESPN - Barcelona faz dois treinos no Arsenal e troca de hotel nesta quinta

video ESPN - Van der Sar elege suas Ligas como principais títulos da carreira

som ESTADÃO ESPN - Ingressos para a final da Liga dos Campeões estão no mercado negro por R$ 4 mil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.