Federação confirma Lance Armstrong na equipe Astana

Maior vencedor da Volta da França retorna ao ciclismo, três anos depois de anunciar sua aposentadoria

AE-AP, Agencia Estado

24 de setembro de 2008 | 11h16

Um dirigente da Federação de Ciclismo do Casaquistão assegurou nesta quarta-feira que o ciclista norte-americano Lance Armstrong, maior vencedor de todos os tempos da Volta da França, acertou seu retorno ao esporte pela equipe Astana, sediada na antiga república soviética. Nikolai Proskurin, membro da Federação, afirmou que Armstrong irá fazer parte da equipe Astana em cinco corridas na temporada, incluindo a Volta da França. Ainda segundo o dirigente, a primeira prova de Armstrong em sua volta às pistas será na Volta da Califórnia, em fevereiro.Na Astana, Armstrong terá Johan Bruyneel como líder da equipe. Bruyneel é amigo de Armstrong e foi diretor do ciclista em suas sete conquistas na Volta da França, entre 1999 e 2005, com as equipes U.S. Postal Service e Discovery Channel.Na nova equipe, Armstrong também pode ter a concorrência do espanhol Alberto Contador, vencedor da Volta da Espanha e da Volta da Itália neste ano. Contador também venceu a Volta da França em 2007, mas não pôde competir em 2008 porque a Astana foi impedida de participar da prova depois que Alexander Vinokourov foi pego no exame antidoping, por transfusão de sangue. Contador, que se tornou neste ano o quinto ciclista da história a vencer as três principais provas do ciclismo (Voltas da França, Espanha e Itália), chegou a declarar na terça-feira para os jornais espanhóis que poderia deixar a Astana caso seja confirmada a contratação de Armstrong pela equipe.Nesta quarta-feira, está previsto o anúncio oficial da volta de Armstrong em entrevista coletiva em Nova Iorque. O ciclista, que teve diagnosticado um câncer de testículo, em 1996, e conseguiu vencer a doença, pode entrar novamente para história após três anos de aposentadoria. 

Tudo o que sabemos sobre:
ciclismoAstanaLance Amstrong

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.