Federação de atletismo estuda punição a Marion Jones

Secretário-geral da entidade quer reparação pelos problemas que a ex-atleta causou com o doping

Bob Ramsak, Reuters

13 de outubro de 2007 | 15h16

A Federação Internacional de Atletismo (IAAF na sigla em inglês) está estudando quais sanções poderá aplicar contra a ex-tricampeã olímpica Marion Jones depois de ela admitir ter usado esteróides antes dos Jogos de Sydney, em 2000. "O que acontecerá em relação ao dinheiro? Com relação às medalhas? O que acontecerá com os revezamentos? Essas são boas perguntas", declarou neste sábado Pierre Weiss, secretário-geral da IAAF. A norte-americana devolveu as cinco medalhas que ganhara em Sydney depois que confessou o uso do esteróide tetrahidrogestrinona (THG), que não foi detectado na época. Falando na véspera do mundial de corrida de rua, Weiss disse aos repórteres: "Nós estamos investigando o caso, pedimos à federação norte-americana para fazer um relatório. Nós ainda não temos o relatório, será complexo. "Nós estamos realmente tristes com o que aconteceu. Ela era a rainha do nosso esporte. E nós perdemos nossa rainha."

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoMarion Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.