Federação ?estuda? Eldorado Brasilis

A experiência de três anos da regata Eldorado/Brasilis foi o tema da primeira palestra de um ciclo promovido pela Federação de Vela do Estado de São Paulo, quarta-feira, no 8º Distrito Naval, na Vila Mariana, em São Paulo. Velejadores e interessados em competições de vela oceânica conheceram os pontos mais importantes desde a preparação do barco até a organização da prova. Depois da abertura feita pelo capitão de fragata Frederico Guaurino de Oliveira, chefe do Estado Maior do 8º Distrito Naval, ratificando o apoio da Marinha do Brasil à regatas de longo percurso, Plínio Romeiro Jr, da Rádio Eldorado, falou sobre o envolvimento da emissora em competições de vela: "Fiz um resumo das atividades da rádio desde 1984 quando fizemos a primeira cobertura da Santos/Rio. De lá para cá, isso cresceu muito. E hoje, além de cobrir os principais eventos, nós também promovemos a Eldorado/Brasilis e a regata que abre a Semana de Vela de Ilhabela, a Eldorado/Alcatrazes por Boreste", explica. Além disso, Plínio também comentou a importância do apoio dos jornais O Estado de S. Paulo e Jornal da Tarde, Agência Estado e portal www.estadao.com.br, aos eventos promovidos pela Rádio Eldorado. "A emissora tem hoje crédito em diversas modalidades que envolvam aventura, preocupação com o meio ambiente e natureza. Esse é nosso alvo preferencial nos esportes", conclui. Fernando Luigi, da W60 Marketing, abordou a organização da regata. Ele promove a Eldorado/Brasilis desde a primeira edição, em 2000, e falou da importância de divulgá-la em outras competições como aconteceu na semana passada, durante uma apresentação especial para os velejadores da Volvo Ocean Race, na Marina da Glória, no Rio de Janeiro. "A regata já está sendo conhecida no Exterior. Esse é o passo para torná-la internacional nos próximos anos", disse. Fernando enumerou também as atividades paralelas à regata como o concurso fotográfico com prêmios em dinheiro para estimular os participantes. Já os irmãos Pedro e Paulo Rodrigues, proprietários da Escola de Iatismo BL3, em Ilhabela e na represa de Guarapiranga, falaram sobre a parte prática da disputa da regata. Pedro comandou o "BL3/Alforria" na edição deste ano da Eldorado/Brasilis. O veleiro terminou em terceiro lugar na classificação geraal e venceu na categoria Bico de Proa. "Basicamente dividimos nossa palestra na parte técnica e pedagógica. Eu e o Pedro falamos da preparação para a prova, desde a escolha do barco até a largada", explica Paulo Rodrigues. Os irmãos da BL3 falaram da importância de um minucioso planejamento, da forma correta de administrar a convivência entre os tripulantes até a escolha da tática ideal. Segundo Pedro Rodrigues, "a Eldorado/Brasilis vale como uma pós-graduação para os estudantes de vela". A BL3 misturou alunos e tripulantes experimentados no "Alforria", na prova de janeiro, e o resultado foi perfeito. "Conseguimos a integração e os alunos tiveram o batismo". Paulo explicou também que a escolha dos alunos não foi aleatória. "Fizemos entrevistas cuidadosas antes de escolhermos os alunos", diz. O ciclo mensal de palestras da Federação de Vela continuará no dia 3 de abril, no mesmo local. Desta vez, o velejador Lars Grael, Secretário Nacional de Esportes, deverá falar sobre diversos assuntos ligados aos esportes de vela.

Agencia Estado,

14 Março 2002 | 14h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.