Federação Internacional de Remo suspende a Rússia

Todos os membros da Federação Russa de Remo foram suspensos por não ajudarem nas investigações

Efe

29 de janeiro de 2008 | 14h11

Todos os treinadores, médicos e dirigentes da Federação Russa de Remo foram suspensos nesta terça-feira por um ano por não colaborarem no caso de doping envolvendo sete remadores do país no ano passado.A Federação Internacional de Remo (Fisa, em francês) anunciou nesta terça-feira que eles ficarão suspensos de qualquer atividade internacional pelo período da punição, mas os atletas sem problemas poderão participar dos Jogos Olímpicos de Pequim.Os russos foram multados em 75 mil francos suíços (cerca de R$ 124 mil) por não colaborarem no esclarecimento dos casos de doping envolvendo os sete remadores.A investigação da Fisa começou em julho, com a descoberta de material de transfusões de sangue num saco de lixo perto do hotel em que os russos estavam concentrados na cidade suíça de Lucerna. Eles participariam do Mundial, na cidade alemã de Munique e classificatório aos Jogos Olímpicos.A investigação foi prejudicada pela demora da Federação Russa em fornecer amostras de sangue de todos os membros da equipe para analisar seu DNA.Os sete remadores russos suspensos recentemente foram Olga Samulenkova - que perdeu o título mundial -, Vladimir Varfomoleev, Denis Moiseev, Svetlana Fedorova, Alexander Litvinchev, Eugeni Luzyanin e Ivan Podashivalov. Todos estariam envolvidos nos esquemas de doping sanguíneo e pegaram dois anos de suspensão.

Tudo o que sabemos sobre:
DopingPequim 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.