Federer bate recorde e ganha ânimo

O suíço Roger Federer conquistou mais um recorde ontem, ao vencer o compatriota Stanilas Wawrinka por 6/3, 6/2 e 7/5, em Roland Garros. Ele chegou às quartas de final de um Grand Slam pela 28.ª vez consecutiva. "É ótimo, e mais uma oportunidade de ir um pouco mais longe", disse Federer, que faz temporada irregular.

, O Estado de S.Paulo

30 de maio de 2011 | 00h00

A vitória deixou Federer mais perto de novo encontro com Novak Djokovic, na semifinal do torneio. O sérvio, que está atrás apenas de Nadal no ranking, garantiu a 43.ª vitória da temporada e segue imbatível em 2011. A vítima da vez foi o francês Richard Gasquet: 6/4, 6/4 e 6/2.

Se ganhar mais três vezes, também abocanha o recorde histórico de maior número de jogos vencidos na sequência - é o argentino Guillermo Vilas quem sustenta o título há 34 anos.

A competição feminina também envolveu batalha entre compatriotas. A russa Vera Zvonareva acabou derrotada por Anastasia Pavlyuchenkova por 7/6 (7/4), 2/6 e 6/2. As tenistas adotaram táticas agressivas, mas a jovem de 19 anos fechou o placar com quatro games consecutivos no último set e, pela primeira vez, chegou às quartas de final de um Grand Slam.

A atual campeã do torneio, a italiana Francesca Schiavone, também se garantiu. Ela derrotou a sérvia Jelena Jankovic por 6/3, 2/6 e 6/4 no estádio vazio após um jogo anterior longo demais - Fabio Fognini demorou mais de quatro horas para vencer Albert Montañes e ser o primeiro italiano a passar às quartas de um Grand Slam em 13 anos.

Os brasileiros Marcelo Melo e Thomaz Bellucci também ganharam seus jogos e continuam na disputa pelas duplas mistas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.