Federer não perde a motivação e busca mais conquistas

Roger Federer domina o tênis mundial desde fevereiro de 2004, quando virou o número 1 do ranking da ATP. Desde então, coleciona vitórias e títulos, sem dar chances para os adversários. Apesar de estar tanto tempo no topo, o tenista suíço garante que não perde a motivação e promete buscar mais conquistas em 2007.Com 25 anos de idade, Federer já soma 45 títulos como profissional, sendo nove só de torneios do Grand Slam. Apenas nesta temporada, ele conseguiu 92 vitórias e apenas cinco derrotas, sendo campeão de 12 das 17 competições que disputou - em outras quatro delas, ficou com o vice."Tive um 2006 fantástico. Estou vivendo um sonho. Espero poder mantê-lo", disse Federer, no domingo, durante visita a locais atingidos pelo Tsunami na Índia - estava cumprindo seu papel de Embaixador do Unicef. "A motivação nunca é um problema e não será um problema durante os próximos anos."Para 2007, Federer espera ganhar o título de Roland Garros, o único dos grandes torneios que ainda lhe falta. Mas ele revelou que seu principal objetivo é ser campeão de Wimbledon pela quinta vez seguida."Ganhar Roland Garros definitivamente seria um sonho se tornando realidade", admitiu Federer. "Mas no alto da minha lista sempre está Wimbledon e o posto de número 1 do mundo, porque essas coisas mudaram a minha vida e me tornaram o jogador e a pessoa que sou hoje."A abertura da temporada de Federer será no dia 8 de janeiro, com o Torneio de Kooyong, na Austrália. Depois, na semana seguinte, ele começa a defesa do título do Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam do ano, que acontece em Melbourne.Mas, independente dos resultados nos primeiros torneios do ano, Federer já tem pontos suficientes para garantir a primeira colocação do ranking pelo menos até o final de fevereiro, quando irá bater o recorde do norte-americano Jimmy Connors, superando 160 semanas consecutivas como número 1 do mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.