Federer tenta acabar com rótulo de freguês de Nadal

Apesar de liderar os rankings de entrada e da Corrida dos Campeões, o suíço Roger Federer tenta, neste domingo, mais uma vez acabar com a rótulo de ser freguês do espanhol Rafael Nadal na final do Aberto da França, o terceiro Grand Slam do ano. O jogo será transmitido, às 10h, pelo canal pago ESPN. Em seis confrontos realizados entre os dois tenistas, Federer, que fará sua primeira final da competição francesa, foi superado em cinco ocasiões pelo adversário - sendo quatro seguidas.Já Nadal tentará ser o primeiro a defender um título de Roland Garros, no torneio masculino, desde Gustavo Kuerten em 2001. Essa é apenas a segunda participação do espanhol no torneio francês. Ele poderá se tornar o quarto tenista a ganhar um Grand Slam alcançando a final em sua segunda participação, algo feito apenas pelo sueco Mats Wilander, no Aberto da França, quando ganhou o título em 1982 e alcançou a final em 1983. Apenas um atleta ganhou um evento do Grand Slam em seus dois primeiros anos de participação na competição: o sul-africano Johan Kriek, em 1981 e 1982 no Aberto da Austrália.Nadal já ganhou três títulos em quadras de saibro em 2006 - os Masters Series de Monte Carlo e Roma e o Torneio de Barcelona. "Estou muito feliz por estar na final. Sei que todos já falaram muito sobre essa partida mesmo antes do torneio começar. Será uma grande partida, afinal são o número 1 e número 2 jogando entre si, então não tem como não ser. Eu vou tentar fazer meu melhor", disse o espanhol, que não pretende vencer em quadra escorado apenas no seu retrospecto favorável. "Ele (Federer) é um dos melhores da história. É um superstar, e não apenas no tênis. É um grande cara, uma boa pessoa, com quem tenho boas relações. Eu admiro sua humildade", completou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.