Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Feijão está otimista para jogo contra Rafael Nadal pelo Brasil Open

Brasileiro número 140 do mundo diz que pretende fazer a melhor partida da sua vida diante do espanhol

Amanda Romanelli e Nathalia Garcia, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2013 | 02h02

SÃO PAULO - João Souza, 140.º do ranking, entra em quadra nesta quinta-feira para fazer "o maior jogo da vida". Vindo do qualifying, o paulista de 24 anos será o primeiro adversário de Rafael Nadal no torneio de simples do Brasil Open. A partida não deve começar antes das 20h no Ginásio do Ibirapuera.

Feijão, como Souza é conhecido, não precisou de muito tempo para passar de sua partida de estreia na chave principal. Após vencer o primeiro set no tie-break por 7/5, acabou beneficiado pela lesão do rival, Ruben Ramirez Hidalgo, que torceu o tornozelo direito no início do segundo set - o espanhol já havia passado por atendimento médico por causa de dores nas costas.

Com isso, o brasileiro poupou suas condições físicas, algo importante para quem já havia passado por três jogos, para enfrentar o ex-número um do mundo. "Estou confiante, e tenho certeza de que a torcida estará do meu lado. Vou entrar para bater de frente", afirmou Feijão, que na segunda-feira disse não ser um fã de Nadal.

Longe de uma postura arrogante, Feijão deixou claro o quanto valoriza o espanhol, mas evita colocá-lo em um nível muito elevado - afinal, dentro de quadra, é só um adversário que deseja derrotar. "Quem não é fã do Nadal? Mas ele é meu adversário, estamos no mesmo barco. Não é alguém que eu tenho que ficar bajulando. Sei que tenho condições e vou entrar para ganhar."

O brasileiro acredita que pode ser beneficiado pelas dificuldades que Nadal vem enfrentando devido à lesão do joelho esquerdo. Tanto que o espanhol desistiu das quartas de final do torneio de duplas, ontem à noite, para se poupar para a sua estreia.

Thomaz Bellucci, que sofreu para passar à segunda rodada, faz a partida anterior à de Feijão e Rafael Nadal. O número um do Brasil enfrentará o italiano Filippo Volandri por volta das 17h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.