Felipão dá dicas ao Palmeiras para seguir na Libertadores

Técnico visita o clube, que hoje comemora 10 anos do título continental

Daniel Akstein Batista, O Estadao de S.Paulo

16 de junho de 2009 | 00h00

O Palmeiras completa hoje uma década de uma de suas principais conquistas. Em 16 de junho de 1999, o torcedor comemorava o título da Taça Libertadores. Ontem, o técnico daquele time, Luiz Felipe Scolari, visitou os amigos na Academia de Futebol, recebeu do presidente Luiz Gonzaga Belluzzo uma placa de prata e falou sobre a atual equipe, bem diferente da de dez anos atrás. Deu dicas para o jovem elenco palmeirense passar pelo Nacional amanhã, em Montevidéu, pelas quartas de final, e seguir com chances do bicampeonato continental. Mais informações do Palmeiras no canal especial da Libertadores"Quando não se tem jogador experiente, o que se tem de fazer é dar um chutão para cima e correr", disse, lembrando da juventude do grupo alviverde. "Eles têm perna para isso, podem correr três dias seguidos, ninguém tem de se poupar de nada", ensinou.Felipão afirma que as complicações pelas quais o time passou em 1999 não são diferentes de hoje em dia. "As dificuldades são sempre as mesmas", afirmou. "É difícil ganhar fora. É difícil ganhar em casa. É um título que poucos têm."O treinador tem acompanhado o Palmeiras na Libertadores e torce para uma final contra o Grêmio, time que também chegou ao título do torneio sob seu comando em 1995. "Aí, vou ficar com uma bandeirinha para cada lado", brincou. Amanhã, Felipão aposta nos paulistas. "Vi o jogo de ida (1 x 1) e acho que vai ganhar por 2 a 0."Técnico do Bunyodkor, ele disse que uma cláusula no contrato com o Chelsea o impede de treinar outro clube inglês por um ano. Por amizade, resolveu, então, aceitar o convite de Rivaldo, que joga na desconhecida equipe do Usbequistão. Depois, deve voltar ao Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.