Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Felipão deixa dúvida sobre Thiago Silva e Daniel Alves

Pendurados, jogadores podem ser poupados da partida contra a Itália

AE, Agência Estado

21 de junho de 2013 | 19h37

SALVADOR - Com a vaga nas semifinais garantida, a seleção brasileira pode aproveitar o confronto diante da Itália, neste sábado, às 16 horas, em Salvador, para poupar alguns jogadores. O lateral Daniel Alves e o zagueiro Thiago Silva já receberam cartão amarelo, estão pendurados e, por isso, podem ficar de fora da última rodada da fase de grupos da Copa das Confederações.

"Eu tenho dois jogadores com cartão. Ainda não defini se esses jogadores jogarão ou não. Vou definir amanhã (sábado), vou estudar. Sei que eles gostariam de jogar, mas vou estudar", declarou, antes de anunciar que escalará Dante se Thiago Silva for poupado. Se Daniel Alves não atuar, o substituto deverá ser Jean.

O único desfalque certo para este sábado é Paulinho. O volante sofreu uma torção no tornozelo esquerdo contra o México e será substituído por Hernanes. "Tenho a situação do Paulinho, que optamos por não colocar em campo pelo problema físico. É melhor que esteja preparado para uma recuperação total", disse Felipão.

O treinador ainda admitiu que não tem um titular fixo para a posição, o que indica que Hernanes pode assumir a vaga se for bem no sábado. "O Hernanes no lugar do Paulinho é normal. Ele é um pouco diferente, sai mais para o jogo, com bola no pé. É um jogador brigão, que se esforça muito. A saída de um e entrada do outro nos manterá com a mesma qualidade. Não sei se o Paulinho é todo titular ou se o Hernanes também é titular."

Se a equipe titular não está definida, uma substituição ao longo da partida é dada praticamente como certa. O meia Oscar foi o jogador que mais atuou na última temporada - 72 jogos -, tem exibido desgaste e deixou o gramado antes do fim da última partida, contra o México, o que deve se repetir diante da Itália. "Quem mais tem desgaste é o Oscar, por uma série de 70 e poucos jogos (pelo Chelsea), mas tem se comportado muito bem", comentou Felipão.

A possível saída do jogador aliada ao fato de que a seleção já garantiu a classificação para as semifinais pode dar chance para o meia Bernard, que ainda não estreou na Copa das Confederações. "Estou louco para colocar o Bernard jogar, mas por outro lado tem o Lucas. Então, é ótimo ter esses jogadores. Para mim é uma observação para o Mundial do ano que vem", disse o técnico brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.