Felipão é demitido do Chelsea e volta a fazer sombra a Dunga

Técnico, desejado pela CBF e pela torcida brasileira, cai no clube de Londres após sete meses de trabalho

Andrei Netto, O Estadao de S.Paulo

10 de fevereiro de 2009 | 00h00

Luiz Felipe Scolari tomou conta de boa parte do noticiário na capital inglesa, ontem, rivalizando com a crise econômica mundial, o incêndio na Austrália ... Big Phil, ou Felipão, foi surpreendentemente demitido do Chelsea, após reunião da cúpula do clube, à tarde, e ganhou, por exemplo, generosa foto na página principal do Guardian na internet. Apesar das pressões, poucos apostavam que Roman Abramovich, o bilionário russo que comanda o Chelsea, fosse tão pouco paciente com o badalado técnico. Foram, afinal, sete meses de trabalho, e mais nada. Os resultados, embora aquém das expectativas, estavam longe de catastróficos - 24 vitórias, 12 empates e 5 derrotas. Vote: Por que técnicos brasileiros fracassam em clubes europeus?Felipão afirmou, ontem, que vai continuar morando em Londres e não pretende deixar a Europa por pelo menos dois ou três anos. Seu nome, no entanto, vai atormentar Dunga, tão contestado na seleção brasileira. O sonho de boa parte da torcida e até da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) é tê-lo de volta à equipe nacional, com a qual foi campeão mundial em 2002. Se Dunga sofrer alguns novos tropeções em 2009 - como já ocorreu em 2008 -, Felipão pode tomar seu lugar. O Chelsea publicou nota oficial em seu site anunciando a decisão: "Luiz Felipe Scolari foi demitido do cargo de técnico do Chelsea hoje, com efeito imediato." O texto agradeceu o trabalho do treinador. "Felipe trouxe muitas coisas positivas para o clube desde que se integrou ao grupo, e estamos tristes que a relação tenha terminado."Sem rodeios, o comunicado atribuiu aos recentes maus resultados a decisão drástica de mandá-lo embora. A gota d?água ocorreu no sábado, quando o Chelsea jogou mal e apenas empatou com o Hull City no Stamford Bridge, em Londres. A equipe ocupa a 4ª colocação no Campeonato Inglês, 7 pontos atrás do líder, o Manchester United. Na Copa dos Campeões da Europa, passou sem sustos da primeira fase e, na Copa da Inglaterra, ainda briga pelo título. Por isso, a troca no comando pegou muita gente de surpresa. "Infelizmente, os resultados e o desempenho do time pareciam estar se deteriorando em um momento-chave da equipe na temporada", afirmou a diretoria, em nota oficial. O treinador se desgastou com parte do elenco, pois achava que o grupo do Chelsea, vice-campeão da Liga dos Campeões, estava envelhecido. Foram dispensados oito atletas na intertemporada do clube, na China. Mas os reforços esperados pelo técnico, como o atacante Robinho, não chegaram. Com o grupo rachado, em especial pelo suposto desinteresse de jogadores como Didier Drogba, a situação se complicou. A informação da demissão, curiosamente, veio a público pouco depois da chegada da seleção brasileira ao estádio do Arsenal, em Londres, onde realizou treino para o amistoso contra a Itália, hoje, às 17h45 (de Brasília). Felipão, que tinha contrato até 2011, pronunciou-se por meio de sua assessoria. "Agradeço a oportunidade de ter trabalhado no Chelsea e no futebol inglês, foi uma experiência valiosa", declarou. "Lamento que a convivência com todos não tenha sido duradoura e desejo sorte para o Chelsea nas três competições que está disputando." Foi a primeira demissão de Felipão desde 1982, quando ainda era pouco conhecido e dirigia o CSA, de Alagoas.Dunga, em Londres, comentou o fato e disse não ter nenhuma preocupação com a "sombra" do ex-técnico do Chelsea. "Para ser treinador da seleção brasileira, há 10 concorrendo", afirmou. "Sua capacidade e qualidade são incontestáveis." A TRAJETÓRIA EM LONDRES11/6 - Chelsea anuncia a contratação de Felipão14/8 - Técnico é recebido por 14 mil torcedores no EstádioStamford Bridge 16/9 - Estreia na Copa dos Campeões: vitória por 4 a 0, em casa, contra o Bordeaux, e aplausos26/10 - Primeira derrota: 1 a 0 para o Liverpool. O resultado custou ao Chelsea o fim de uma invencibilidade de quase cinco anos em casa e a liderança do Campeonato Inglês17/12 - Os diários The Times e Daily Mirror dizem que Felipão é contestado por líderes da equipe, como Terry e Lampard. A equipe havia empatado com o West Ham em casa (1 a 1) e era vice-líder do campeonato nacional7/2 - Empate por 0 a 0 contra o Hull City. Depois da última partida de Felipão, o Chelsea ficou na 4.ª posição. Perdeu ao todo 16 pontos em casa e não ganhou clássicosOS NÚMEROS NA INGLATERRA41 jogos disputou o Chelsea sob o comando de Felipão24 vitórias conquistou o técnico brasileiro com a equipe de Londres5 derrotas sofreu nestes sete meses de trabalho - foram 12 empates4.º lugar é a posição do Chelsea no Campeonato Inglês

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.