Felipão ensaia time com Barcos no ataque

Atacante argentino treina entre titulares e pode jogar ao lado de Maikon Leite hoje; banco aguarda Fernandão

DANIEL AKSTEIN BATISTA, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2012 | 03h04

Luiz Felipe Scolari ensaiou uma diferente formação no treino de ontem e pode surpreender ao colocar o atacante Hernán Barcos como titular hoje contra o Ituano, pela 7.ª rodada do Campeonato Paulista.

Apesar de o treinador ter dito após a vitória (3 a 2) sobre o XV de Piracicaba, na quarta-feira, que Barcos ainda precisava melhorar sua parte física, o argentino trabalhou junto dos titulares ontem, com Fernandão entre os reservas.

Se Felipão confirmar a equipe do treino, Barcos começará a partida ao lado de Maikon Leite - dos quatro jogadores preservados na última rodada, apenas Luan continua fora da equipe, ainda poupado. Já Cicinho, Juninho e Leandro Amaro retomam seus lugares. O zagueiro Román nem foi relacionado.

Barcos jogou poucos minutos na última quarta-feira, mas mesmo assim ganhou o apoio da torcida, que não consegue se empolgar com Fernandão e muito menos com Ricardo Bueno.

Contra o Ituano, o Palmeiras terá novamente Daniel Carvalho na armação. E ele pede cuidado aos companheiros. "Sabemos que os times grandes estão tendo dificuldades contra as equipes do interior, por isso temos de matar o jogo logo no início", declarou. "Não podemos vacilar em nenhum momento."

O meia explicou ainda por que o Palmeiras costuma ter dificuldades em partidas teoricamente fáceis. "Equipes menores têm o intuito de se defender e em clássico é diferente, os dois times procuram o gol", afirmou. "Em jogos assim tem de sobressair o lado individual."

Apoio. Se a dúvida de Felipão está apenas no ataque, entre Barcos e Fernandão, no gol o treinador garante que Deola não vai sair do time, mesmo com as falhas no último jogo, contra o XV.

O goleiro foi bastante criticado pela torcida, o que só aumentou a certeza de Felipão apostar no jogador.

"O Deola vai jogar com uma perna só, vesgo... Não são eles (torcedores) que vão escalar", declarou o treinador. "E o Deola jogou 60 partidas muito bem e uma ruim. A torcida pode até xingar, que não vou mudar nada."

Sem o técnico Ruy Scarpino, demitido, o Ituano será comandado hoje pelo interino Doriva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.