Felipão espera um Palmeiras ainda mais veloz

Treinador gostou da atuação do time na última rodada e aposta no trio de ataque contra o Oeste, em Itápolis

Daniel Akstein Batista,

23 de janeiro de 2011 | 00h36

Luiz Felipe Scolari elogiou bastante os jogadores na vitória de 4 a 1 sobre o Ituano, quinta-feira. E como em time que está ganhando não se mexe, diz ao menos o ditado, o treinador palmeirense deve manter a mesma formação ofensiva hoje, às 19h30, contra o Oeste, em Itápolis.

Um dos elogios de Felipão foi referente ao preparo físico do elenco, que melhorou muito após a fraca estreia com o Botafogo (empate sem gols). Agora, o treinador espera mais velocidade em campo, principalmente com o trio de atacantes.

Na última rodada, Kleber anotou dois gols e Dinei fez um. Luan não deixou sua marca, mas deu cruzamento para três gols. "O Luan faz um trabalho espetacular, tanto na parte ofensiva quanto na defensiva", ressaltou.

A atuação dos homens da frente não foi o único ponto ressaltado por Felipão. O estreante Cicinho também arrancou sorrisos do chefe. "É disso que a gente precisa, de jogadores que não sintam o peso da camisa e não tremam na hora do jogo."

O lateral-direito que ganhou a vaga de Vítor, no entanto, afirmou que tremeu sim quando foi avisado por Felipão que seria titular contra o Botafogo. Um rápido nervosismo que logo se transformou em alívio. "É muito bom ser elogiado por um treinador como ele", falou. "Foi a maior felicidade quando assinei contrato com o Palmeiras. E me arrepiei ao ver os torcedores me aplaudindo de pé."

Quem também gostou do futebol do time foi a nova diretoria, que assumiu o clube na noite de quarta-feira. "Começamos com o pé-direito", disse o vice-presidente Roberto Frizzo. "Esperamos continuar com a fama de pé-quente."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.