Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Felipão testa Lucas em treino; Paulinho sente tornozelo e deixa campo

Fred, que havia sentido dores, se reuniu ao time, em atividade com equipe definida para estreia

Sílvio Barsetti/ Enviado Especial, Agência Estado

13 de junho de 2013 | 17h16

BRASÍLIA - O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, abriu para a imprensa a segunda parte do treino da equipe desta quinta-feira, no Centro de Capacitação Física do Corpo de Bombeiros de Brasília, localizado no Setor Militar da capital federal. Felipão comandou um coletivo de cerca de 30 minutos em que manteve o time titular, incluindo o atacante Fred no ataque. O jogador passou por um exame de imagem de rotina na noite de quarta e foi liberado para treinar.

 

Na segunda parte do treino, que durou 22 minutos, Fred e Oscar deixaram a atividade, poupados - o atacante por conta da fratura incompleta na parte posterior da costela, e o meia por desgaste físico. Eles foram substituídos no coletivo por dois jovens locais que entraram no time reserva. Jô e Hernanes entraram na equipe titular.

 

Além da saída dos dois jogadores, Felipão promoveu outras duas mudanças na equipe titular para a segunda parte do coletivo. Lucas assumiu o lugar de Hulk e Luis Gustavo saiu para entrar Dante. Com isso a seleção passou a jogar com três zagueiros, com David Luiz ficando mais adiantado que os seus companheiros de defesa. Hulk e Luis Gustavo reforçaram o time reserva. No final da atividade, Paulinho sentiu dores no tornozelo e deixou o campo. Ele, porém, não preocupa.

 

Pelo menos 250 jornalistas acompanharam a atividade (fechada à torcida), muitos deles de país estrangeiros, que estão no Brasil especialmente para acompanhar a Copa das Confederações. O Brasil estreia sábado, em Brasília, contra o Japão, e o time deverá ter: Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luis Gustavo, Paulinho e Oscar; Neymar, Hulk e Fred.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.