Satiro Sodré/CBDA
Satiro Sodré/CBDA

Felipe Lima confirma favoritismo no Troféu José Finkel

Tempo de 1min01s02 foi suficiente para o nadador faturar ouro na piscina do Corinthians

AE, Agência Estado

15 de agosto de 2013 | 19h14

SÃO PAULO - Depois de ganhar medalha de bronze no Mundial de Esportes Aquáticos, no final do mês passado, em Barcelona, Felipe Lima entrou na piscina do Corinthians, nesta quinta-feira, em São Paulo, como favorito ao título dos 100 metros peito no Troféu José Finkel. E, mesmo desgastado pela competição na Espanha, ele conquistou o ouro com o tempo de 1min01s02.

Para chegar ao pódio no Mundial, Felipe Lima precisou fazer 59s65 na final dos 100 metros peito em Barcelona. Nesta quinta-feira, ele não repetiu a mesma performance, mas o tempo de 1min01s02 foi suficiente para lhe dar a medalha de ouro no Troféu José Finkel - a prata ficou com João Gomes Júnior (1min01s54) e o bronze foi para Felipe França (1min01s75).

Outro destaque brasileiro no Mundial que venceu nesta quinta-feira foi Etiene Medeiros. Após conseguir o quarto lugar nos 50 metros costas em Barcelona - melhor resultado da história da natação feminina do Brasil -, ela conquistou a medalha de ouro da prova no Troféu José Finkel, ao cravar o tempo de 28s25, pior do que tinha conseguido na Espanha (27s83).

"Estou feliz com mais uma vitória. Encaro todas as minhas provas como um desafio e sempre que eu caio na água tento fazer o meu melhor. Aqui não foi diferente. Não podemos nos deixar relaxar depois um objetivo alcançado, porque não estamos aqui de brincadeira. Claro que é cansativo, mas eu sempre busco me superar", disse Etiene, após conquistar a medalha de ouro.

Mais cinco medalhas de ouro foram distribuídas na noite desta quinta-feira no Troféu José Finkel, competição que vai até sábado em São Paulo. Os ganhadores foram Leonardo de Deus (200 metros borboleta), Joanna Maranhão (200 metros borboleta), Julia Sebastian (100 metros peito), Daniel Orzechowski (50 metros costas) e Juan Pereyra (800 metros livre).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.