Felipe Lima e Felipe França avançam às semifinais dos 50m peito no Mundial

Brasileiros garantiram classificação à 2ª fase no torneio de piscina curta em Windsor, no Canadá

Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2016 | 17h08

As participações de Felipe Lima e Felipe França nas eliminatórias dos 50 metros nado peito foram os destaques do Brasil no penúltimo dia de provas classificatórias do Mundial de Natação em Piscina Curta (25 metros), que está sendo realizado em Windsor, no Canadá. Ambos se classificaram sem sustos às semifinais da competição.

Felipe Lima foi o melhor deles ao garantir a segunda melhor marca das eliminatórias, com o tempo de 26s26. Assim, o brasileiro ficou a apenas 0s03 do russo Kirill Prigoda, o mais rápido das eliminatórias. Já Felipe França terminou na quinta colocação, com 26s44.

Porém, o dia não começou bem para o Brasil, com Brandonn Almeida terminando em nono as eliminatórias dos 400m medley. O brasileiro completou a prova em 4min06s09 e não avançou a final por apenas 0s02. À frente dele, curiosamente, estiveram dois britânicos, dois japoneses, dois húngaros e dois norte-americanos.

Depois, as coisas foram melhorando. Nos 100m borboleta para mulheres, Daiene Dias surpreendeu ao fazer o quinto melhor tempo das eliminatórias: 57s17, ainda que tenha sido mais que um segundo mais lenta que Kelsi Worrell dos Estados Unidos, que marcou 56s11 para garantir a liderança das eliminatórias. As semifinais serão à noite.

Nos 100m livre, o Brasil não classificou ninguém para o Mundial. Fernando Scheffer, estreante em seleções brasileiras, foi a Windsor para nadar os 200m livre e também caiu na água para a prova mais curta, que está longe de ser sua especialidade. Fez 48s67 e terminou só no 40.º lugar.

A prova seguinte da sessão foi de 50m livre para mulheres. Etiene Medeiros caiu na água apesar da concentração para a final dos 50m costas à noite, quando tentará o bicampeonato mundial, e fez o sétimo tempo: 24s31, avançando às semifinais. Larissa Oliveira ficou em 20.º, com 24s71, a 0s11 da vaga na fase seguinte.

Já Lucas Kanieski caiu logo nas eliminatórias dos 1.500 metros livre ao marcar apenas o 27º melhor tempo, com 15min05s46. O último classificado para a final, o húngaro Gergely Gyurta fez 14min38s07.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.