José Patrício/AE
José Patrício/AE

Feriado, jogo à tarde... Pacaembu deve ficar lotado

Empolgada com a fase palmeirense, torcida promete festa no desafio contra o Santo André. Vale vaga nas quartas da Copa do Brasil

DANIEL AKSTEIN BATISTA, O Estado de S.Paulo

21 de abril de 2011 | 00h00

SÃO PAULO - O Palmeiras reconquistou o apoio de sua torcida e o reflexo da boa campanha do time está nas arquibancadas. O Pacaembu nesta quinta-feira deve estar lotado para o confronto que vale vaga nas quartas de final da Copa do Brasil, contra o Santo André, às 16 horas (de Brasília, com transmissão ao vivo do estadão.com.br e da rádio Estadão ESPN).

A ótima fase do time é o ingrediente principal que vai levar os torcedores ao estádio - pode até perder por um gol de diferença para avançar, após triunfo de 2 a 1 no ABC -, mas o horário da tarde (incomum em dias de semana) em um feriado nacional também facilita a presença da massa alviverde no Pacaembu. Mais de 25 mil ingressos (dos 37.600) já foram vendidos.

O que se deve ver nas arquibancadas nesta quinta é a presença de famílias, que vão trocar uma sessão de cinema, por exemplo, para acompanhar o Palmeiras em campo. Quem se anima com isso é o próprio time. "O torcedor deve estar presente neste feriado, um dia de sol, com o time bem e os jogadores motivados", disse o técnico Luiz Felipe Scolari. "Eles podem ter confiança, mas não esperem que o Palmeiras não tenha dificuldades. O Santo André agora vai jogar diferente, pois tem de arriscar um pouco mais", falou. "Mas nosso time vai ter muita dedicação."

Apesar de já ter escolhido o Pacaembu para ser o palco das decisões na Copa do Brasil e nas quartas do Campeonato Paulista, por poder abrigar um número maior de torcedores e, consequentemente, ganhar mais na renda, Felipão admite que se sentiria mais à vontade jogando em outro estádio, como o Canindé. "O Pacaembu não é tão gostoso, mas o campo é ótimo e também é bom para a torcida", explicou.

Felipão ainda não vai montar o time que a torcida deseja ver, com Wellington Paulista e Kleber no ataque. A tendência é que a formação seja a mesma utilizada nas últimas partidas, com Luan em campo.

Uma coisa é certa: o treinador está satisfeito com sua equipe e sabe que o resultado desta quinta vai influenciar na partida de domingo, contra o Mirassol, pelas quartas de final do Estadual. "Uma eliminação arrebenta com meio ano de trabalho e sobra pouco pra depois", contou. "Já com a classificação teremos um trabalho mais tranquilo no domingo, com mais confiança." De acordo com Felipão, 2010 foi de muitos aprendizados para o time. Agora, diz, tudo está diferente. "Nesse ano temos muito mais humildade", afirmou. "A gente achava isso e aquilo (no ano passado), mas não tinha o espírito de hoje."

Rebaixado no Estadual, o Santo André anda com os nervos exaltados - os meias Aloísio e Chiquinho quase saíram no tapa no treino desta quarta-feira.

Surpresa em campo. Após eliminar o Atlético-MG, o Grêmio Prudente visita o Ceará, às 21 horas, no primeiro jogo das oitavas de final. O time paulista tenta salvar o semestre após o rebaixamento no Estadual.

PALMEIRAS - Deola; Cicinho, Thiago Heleno, Danilo e Rivaldo; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Tinga e Valdivia; Luan e Kleber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

SANTO ANDRÉ - Neneca; Iran, Anderson, Sandoval e Dênis; Wallax, Magno, Chiquinho e Aloísio; Richely e Borebi. Técnico: Sandro Gaúcho.

Árbitro - Raphael Claus (SP); Horário - 16 horas (de Brasília); TV - SporTV e ESPN Brasil; Rádio - Estadão ESPN (AM 700/FM 92,9); Local - Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP).

Veja também:

linkFelipão vê situação política mais tranquila no clube

linkFelipão critica declaração de vice de Futebol do São Paulo

som ESTADÃO ESPN - Palmeiras enfrenta o Santo André com Valdivia e Tinga, mas sem Wellington Paulista 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.