Fernandão encerra carreira e vira dirigente

PORTO ALEGRE

, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2011 | 00h00

Um dia após o anúncio da demissão do técnico Falcão, o Internacional trouxe outro ídolo para assumir posto de dirigente do clube. Fernandão é o novo diretor técnico de futebol da equipe.

"Não vim para suprir a ausência de um ídolo, mas para implantar a maneira que penso futebol", disse Fernandão, campeão mundial pelo Inter em 2006, que rescindiu contrato com São Paulo em maio e encerrou carreira de jogador por causa de dores frequentes no púbis.

O Inter ainda não anunciou novo treinador. Paulo Roberto Falcão foi demitido na esteira do vice de futebol Roberto Siegmann, brigado com o presidente Giovanni Luigi.

"Minha forma de agir é antagônica à do presidente há longa data", afirmou Siegmann. "Era o momento para fazer uma mudança. Os resultados não estavam vindo, o desempenho não era satisfatório", justificou Luigi, criticado pela torcida pela forma autoritária com que "dissolveu" a cúpula do clube.

O presidente também não tinha boa relação com Falcão. O ex-treinador havia cobrado Luigi por reforços, mas eles só começaram a chegar após sua saída. Ontem foram anunciados Sandro Silva, ex-Palmeiras, e Jô, ex-Corinthians.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.