Festa durante o jogo, vandalismo no final

Torcidas de Palmeiras e Corinthians deram show durante a partida. Depois, quebra-quebra causa prejuízo a emissora de TV

Bruno Deiro, O Estado de S.Paulo

25 de outubro de 2010 | 00h00

O Pacaembu foi palco ontem de um encontro pacífico entre as torcidas de Corinthians e Palmeiras, que nos últimos clássicos não tiveram tanta convivência. Com o mando de campo corintiano, a torcida palmeirense teve à disposição todo o Tobogã e a parte da arquibancada destinada aos visitantes.

Mesmo sem lotar completamente o estádio, as duas torcidas travaram um bonito duelo de cores nas arquibancadas. Antes do jogo, a torcida corintiana, com maioria de cerca de dois terços, viu o time sub-23 vencer o rival palmeirense nos pênaltis e ganhou ainda mais ânimo para o jogo de fundo.

Depois, vibrou muito ao ser anunciado o nome de Ronaldo, que voltou ao estádio após quase dois meses - seu último jogo diante da torcida havia sido no triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória, dia 29 de agosto. Em campo, porém, o craque foi bastante discreto e teve apenas uma chance clara, em chute da entrada da área no primeiro tempo.

Para a torcida do Palmeiras, a surpresa foi a ausência de Valdivia na formação inicial. Mesmo assim, fez bela festa com balões brancos e marcou presença. A entrada do chileno, no intervalo, trouxe esperança, que acabou em frustração a saída do jogador a dez minutos do fim.

Mancando, Valdivia agradeceu os aplausos e o reconhecimento dos palmeirenses ao deixar o campo, mas não escapou das fortes vaias corintiana ao passar em frente às tribunas, quando caminhava em direção ao banco de reservas.

Vandalismo. Sem incidentes graves de violência entre torcidas, a note triste ficou por conta da atitude de um grupo de torcedores palmeirenses que estava na parte superior do tobogã.

Logo após o jogo, integrantes do grupo atiraram uma barra de ferro de cima das arquibancadas. O objeto caiu em frente a um dos portões do estádio e atingiu o caminhão de uma emissora de televisão, causando estragos consideráveis. Ninguém se feriu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.