FIA fez ameaças. No fim, livrou McLaren de punição

Suspensão de três GPs tem direito a sursis. Saída de Ron Dennis, ex-diretor, foi decisiva para a absolvição

Livio Oricchio, O Estadao de S.Paulo

30 de abril de 2009 | 00h00

"Os responsáveis pelas decisões não estão mais na equipe. Não seria justo, portanto, aplicar uma punição mais severa", afirmou Max Mosley, presidente da FIA, ao comentar a decisão do Conselho Mundial da entidade sobre o julgamento da McLaren. O time da Mercedes foi punido, ontem, com a suspensão de três etapas do campeonato, mas com direito a sursis, ou seja, só cumprirá a pena se cometer qualquer ato de indisciplina no período de um ano. A quase absolvição da McLaren, em Paris, já era esperada. A fim de evitar a sua exclusão do restante da temporada, como já havia adiantado o próprio Mosley, a direção da equipe e da Mercedes acenaram com a substituição do maior desafeto do presidente da FIA, o sócio e diretor da escuderia, Ron Dennis. A partir do anúncio da sua saída, a McLaren deixou de correr o risco de não disputar mais o atual campeonato. Mas não foi só isso. Todas as demais ações foram pensadas. Começou com a demissão do diretor esportivo, Dave Ryan, que, assim como Lewis Hamilton, mentiu para os comissários do GP da Austrália, acusação de ontem. Na sequência, Hamilton pediu desculpas públicas e Martin Whitmarsh, substituto de Dennis, enviou carta a Mosley para informá-lo de que iniciava uma nova gestão, com filosofia distinta da anterior, condenada também por espionar a Ferrari. Mosley não escondeu que esse conjunto de medidas mudou o veredicto. "Whitmarsh deixou uma excelente impressão e mostrou que deseja estar em sintonia conosco. Pois estamos, então, fazendo a mesma coisa." O novo diretor da McLaren comentou: "Estávamos conscientes de ter cometido sérios erros na Austrália e na Malásia, e quero agradecer a oportunidade de me desculpar uma vez mais."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.