Ficar na Vila ou trocar de clube? Eis a questão!

FUTURO DE GANSO

, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2011 | 00h00

1. Ficar no Santos

Ganso tem contrato com o Santos até o final de 2015. Diante da insatisfação do atleta em relação à diferença de tratamento dada a ele e Neymar, o clube propôs um plano de carreira elaborado em formato parecido ao do camisa 11. O salário de Ganso teria substancial aumento, assim como a multa rescisória, que passaria de R$ 115 milhões para R$ 150 milhões. Os representantes do jogador não aceitaram esse último valor, pois consideraram que ele inviabilizaria uma transferência para a Europa. Atualmente, Ganso ganha R$ 130 mil por mês.

2. Mudar para a Europa

Clube interessado precisaria depositar o valor da multa estipulada para transferências internacionais - 40 milhões (R$ 115 milhões). Como os direitos econômicos do atleta são fatiados (45% do Santos, 45% da DIS e 10% do jogador), é preciso um acordo entre as partes para viabilizar qualquer negócio. O Milan é o clube preferido de Ganso. Na Itália, comenta-se que a proposta máxima de Silvio Berlusconi chegaria a 20 milhões (R$ 57 milhões), metade do previsto no contrato com o Santos.

3. Jogar em um rival

Ganso passaria por um clube brasileiro, no caso o Corinthians, como parte de uma estratégia para viabilizar sua transferência para a Europa. Nesse cenário, o clube estrangeiro interessado bancaria o valor referente aos 45% da multa aos quais o Santos tem direito - R$ 29 milhões. A vantagem dos europeus seria desembolsar o montante fixado para o mercado nacional, que é mais baixo. De acordo com a lei brasileira, Ganso teria de ficar no Corinthians por pelo menos três meses antes de seguir de vez para a Europa. Comenta-se que o Corinthians toparia ser o "laranja" do negócio desde que o jogador se dispusesse a ficar até dezembro deste ano, quando termina o Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.