Ficou para Interlagos

Hamilton vence e Massa é 2.º na China. Título será decidido[br]no Brasil

Livio Oricchio, XANGAI, O Estadao de S.Paulo

20 de outubro de 2008 | 00h00

Lewis Hamilton venceu os imensos desafios que o GP da China lhe apresentava e ganhou, ontem, a penúltima etapa do campeonato com autoridade. Mas o segundo lugar de Felipe Massa em Xangai, auxiliado por seu companheiro, Kimi Raikkonen, que lhe deu passagem, transferiu a decisão do título para Interlagos, dia 2. Apesar da condição bastante favorável do inglês, 94 pontos diante de 87 de Massa, o brasileiro afirmou: "Tenho enorme confiança de que posso ganhar a corrida e depois vamos ver o que acontece". Todos os ingressos para o GP do Brasil estão esgotados há meses.Depois de a Ferrari vencer três das quatro edições do GP da China, Massa acreditava dispor ontem de um carro mais eficiente. "O carro não estava ruim, mas não tínhamos velocidade para acompanhar a McLaren de Hamilton", disse. A segunda colocação o deixou numa condição difícil. Apenas vitória ou segundo lugar no Brasil podem lhe dar o título, dependendo da colocação de Hamilton."Sinto-me como numa final de Copa do Mundo em que o jogo terminou empatado e foi para os pênaltis", comparou Massa. "O meu concorrente fez dois gols e eu perdi dois. Agora tenho de ir para as últimas tentativas podendo apenas acertar e torcer para ele errar", disse. "O que tenho a fazer é chegar no Brasil com a cabeça erguida."Massa acredita que a Ferrari terá, em Interlagos, desempenho bastante distinto do demonstrado em Xangai. "Quando você joga em casa, diante do seu público, joga sempre melhor. Vamos dar tudo de nós."É a quarta vez seguida que o campeonato será decidido no GP do Brasil, o que alegra Massa. "Tenho orgulho de ser o primeiro brasileiro a chegar a Interlagos com chances de ser campeão, isso me estimula ainda mais." Os oito mundiais conquistados por brasileiros foram no exterior. "A equipe está unida e depois da experiência do ano passado convicta de que podemos repetir aquele resultado", explicou Massa.Em 2007, Hamilton saiu da China com vantagem de 7 pontos para Raikkonen, como agora em relação a Massa. Na corrida de São Paulo, o piloto da McLaren teve problemas, cometeu erros e terminou em sétimo. Raikkonen venceu e conquistou o campeonato. "Vou rezar para a Ferrari ser competitiva e para Hamilton ter de novo algum problema", falou Massa. A prova de ontem foi uma das menos emocionantes do calendário, por conta da superioridade técnica da McLaren, magistralmente aproveitada por Hamilton. Fernando Alonso levou a Renault ao quarto lugar, enquanto Robert Kubica, da BMW, com o sexto posto, saiu da luta pelo título: soma 75 pontos, 19 a menos que o inglês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.