Fiel não deve apoiar time na La Bombonera

Corinthians acredita que Conmebol não vai julgar a tempo recurso para anular veto à torcida nas partidas fora de casa

RAPHAEL RAMOS, O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2013 | 02h06

Nem mesmo o Corinthians confia que terá o apoio da sua torcida na partida contra o Boca Juniors, na próxima quarta-feira, em Buenos Aires, pelas oitavas de final da Libertadores. O departamento jurídico do Alvinegro acredita que a Câmara de Apelações da Conmebol não julgará a tempo o recurso do clube a fim de anular a pena que proíbe a presença de torcedores corintianos nos jogos fora de casa durante 18 meses por causa da morte do garoto Kevin Espada, ocorrida no dia 20 de fevereiro, na partida contra o San Jose.

"Entramos com o recurso no último dia 10 e, apesar de não existir um prazo definido para que a Câmara analise o nosso pedido, não acredito que o caso será julgado antes da partida contra o Boca", disse o advogado do clube, Felipe Santoro.

Assim, na melhor das hipóteses, o Corinthians poderia contar com os seus torcedores nos jogos como visitante somente se avançar às quartas de final, quando enfrentaria o vencedor de Newell's Old Boys e Vélez Sarsfield.

"Tentamos a anulação total da pena ou que a Câmara pelo menos reduza o tempo da punição", disse Santoro.

Nesse cenário, é possível que a Conmebol, por exemplo, diminua a pena para seis meses, o que faria com que o Corinthians voltasse a ter seus torcedores fora de casa apenas a partir da próxima edição da Libertadores.

Multa. Emerson foi multado em R$ 1 mil pelo TJD da Federação Paulista por não ter cumprido o protocolo do exame antidoping após a partida contra o Linense, no último dia 14. O atacante deveria sair do campo e ir direto para a sala de controle de dopagem colher o exame, mas no trajeto passou pelo vestiário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.