Fiel promete se despedir com 'Mar Negro'

Cinco mil torcedores devem ir a Cumbica para acompanhar embarque do Corinthians na segunda-feira

RAPHAEL RAMOS , VÍTOR MARQUES, O Estado de S.Paulo

29 de novembro de 2012 | 02h10

As principais torcidas organizadas do Corinthians pretendem transformar, por algumas horas, o Aeroporto de Guarulhos em um Pacaembu. Um movimento que começou nas redes sociais e foi batizado pela Fiel de "Mar Negro" está convocando os torcedores a se despedirem do elenco que vai ao Japão para disputar o Mundial. São esperadas cinco mil pessoas.

A concentração dos torcedores está marcada para as 21 horas da segunda-feira, pouco antes de a delegação embarcar - o voo do Corinthians está previsto para 1h25 da terça-feira. O time vai para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, onde treinará um dia antes de continuar a viagem para o Japão.

Os ônibus sairão das sedes das torcidas. Uma delas, a Gaviões da Fiel, já distribuiu panfletos e disseminou na internet um comunicado intitulado "Corinthians rumo ao Japão". A organizada pede para os torcedores irem com camisa da torcida, do clube ou de preto.

Até o aeroporto, a caravana vai passar pelo Parque São Jorge, na Marginal Tietê, e o centro de treinamento do clube, que fica na rodovia Ayrton Senna.

A mobilização dos corintianos colocou em estado de alerta a Ecopistas, concessionária que administra a Ayrton Senna, o Invepar, grupo que opera o Aeroporto de Guarulhos, e a Polícia Militar. Os detalhes da operação montada para segunda-feira devem ser definidos em reunião agendada para hoje.

Já está certo, no entanto, que para evitar transtornos os jogadores não precisarão fazer o check-in convencional. Eles vão entrar direto na pista, próximo à torre de controle do aeroporto.

A ideia é também que os ônibus com os torcedores não se aproximem dos terminais de embarque para não atrapalhar passageiros de outros voos. Os veículos devem ficar estacionados próximos à rodovia Helio Smidt, que dá acesso ao aeroporto.

No Japão, a previsão é de que pelo menos 20 mil pessoas acompanhem os dois jogos do time. O primeiro será no dia 12, em Toyota, e o segundo (final ou disputa de terceiro lugar), no dia 16, em Yokohama.

Somente do Brasil vão aproximadamente 10 mil corintianos. Porém, esse número será engrossado com torcedores de outros países e, principalmente, pelos corintianos que vivem no Japão - há, inclusive, uma subsede da Gaviões da Fiel no país.

Festa no Japão. Se os corintianos daqui já organizaram uma despedida calorosa aos jogadores, os residentes no Japão se preparam para recepcionar o time no aeroporto de Narita. A delegação do Corinthians desembarca no Japão no dia 6 de dezembro, às 17h20 (horário local) e deve ser recebida com festa por 500 torcedores.

A diretoria já adiantou que vai permitir a entrada de torcedores em pelo menos dois treinos no Japão. Ainda não foram divulgados os dias e os horários dos treinos abertos ao público, mas os dois centros de treinamento escolhidos pela comissão técnica possuem bom espaço para acomodar os torcedores.

Nesses dois treinos são esperados 3 mil lugares. O número é bem inferior à quantidade de corintianos que estarão no Japão porque a maioria dos torcedores ficará em Tóquio e o time vai treinar em Nagoya, onde estará hospedado para a primeira partida, e em Yokohama.

Bando de loucos. No sábado, a agência oficial de viagens do clube, a Vai Corinthians, realiza no Parque São Jorge um evento para os cerca de 2 mil torcedores que compraram o pacote com ela. Haverá palestras com dicas sobre o roteiros no Japão e costumes dos país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.