Fifa diz que polícia investiga suposto furto a espanhóis

Criminosos teria agido enquanto o elenco estava fora do hotel

AE-AP, Agência Estado

20 de junho de 2013 | 11h44

RIO - A Fifa confirmou nesta quinta-feira que a polícia está investigando um incidente em que os jogadores da seleção espanhola dizem que foram furtados no hotel onde se hospedaram no Recife para a sua estreia na Copa das Confederações - a vitória por 2 a 1 sobre o Uruguai no último domingo, na Arena Pernambuco.

Porta-voz da Fifa, Pekka Odriozola disse que não tinha detalhes do suposto furto, revelado pela imprensa espanhola, aos jogadores. Além disso, a porta-voz da seleção espanhola evitou comentar o assunto.

De acordo com o jornal esportivo espanhol Marca, seis jogadores da seleção, incluindo o zagueiro Gerard Piqué, foram furtados em seus quartos. Os criminosos teriam agido quando o elenco estava fora do hotel.

Os jogadores teriam notado o furto apenas na última segunda-feira, antes da viagem para o duelo com a seleção do Taiti, que será disputado nesta quarta no Estádio do Maracanã, no Rio, às 16 horas.

Piqué teria sido o primeiro a alertar para o sumiço de dinheiro e pertences, enquanto os outros só perceberam o incidente quando preparavam suas malas para a viagem. Alguns deles, teriam perdido até mil euros (aproximadamente R$ 3 mil).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.