Robson Fernandjes/Estadão
Robson Fernandjes/Estadão

Fifa promete não limitar eventos-teste no Itaquerão

Secretário-geral da Fifa diz que gramado está ótimo e não há motivo para controlar atividades no estádio

AE, Agência Estado

20 de janeiro de 2014 | 16h52

SÃO PAULO - Mesmo com o atraso nas obras por causa do acidente ocorrido em novembro do ano passado, que causou a morte de dois operários, a Arena Corinthians, palco de abertura da Copa do Mundo deste ano, terá todos os eventos-teste previsto pela Fifa. Quem garantiu foi o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, que visitou o local nesta segunda-feira.

"O gramado está ótimo, não temos de nos preocupar e limitar o número de jogos. Está perfeito para acolher algumas partidas. Faremos de tudo para que o jogo de abertura seja perfeito", declarou. "Faremos com que haja eventos-teste com vários níveis de capacidade. Temos uma equipe forte e toda torcida corintiana dentro do estádio para testá-lo. Será o melhor público para testar a capacidade do estádio."

Valcke exaltou o andamento das obras no Itaquerão, que chegaram a 97% de sua totalidade, mesmo com a paralisação após o acidente ocorrido em 2013. Antes de visitar o estádio, o dirigente da Fifa se reuniu com o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e com representantes do governo do Estado.

"Tivemos uma excelente reunião esta manhã. Abordamos todos os assuntos que devem ser discutidos para o jogo de abertura e também para os outros jogos que serão realizados em São Paulo. Era para o estádio estar pronto no dia de hoje, mas sabemos que infelizmente tivemos um acidente", comentou.

O Itaquerão receberá a primeira partida da Copa do Mundo, na estreia do Brasil diante da Croácia, dia 12 de junho. Depois, será sede de outras cinco partidas: Uruguai x Inglaterra, Holanda x Chile, Coreia do Sul x Bélgica, um jogo das oitavas de final e outro da semifinais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.