Fifa reforça proteção a ingressos diante de protestos

O local de distribuição de ingressos da Fifa no centro do Rio ganhou uma proteção extra na manhã desta quinta-feira, temendo que os protestos possam afetar a segurança dos bilhetes e dos funcionários da entidade. O organismo que controla o futebol mundial ainda emitiu uma solicitação para que os torcedores busquem outros centros de coleta das entradas da Copa das Confederações, como por exemplo no aeroporto.

JAMIL CHADE, Agência Estado

20 de junho de 2013 | 12h16

A distribuição estava sediada no Hotel Windsor Guanabara, no centro do Rio e um dos locais de concentração das manifestações. Nos últimos dias, o hotel já havia coberto sua porta com placas de madeiras e reforçou a segurança interna. Nesta quinta, policiais foram colocados nas portas do centro de distribuição de ingressos.

Oficialmente, a Fifa insiste que não há problemas de nenhum tipo em relação aos protestos e o evento. Mas a informação que torcedores receberam por e-mail revelam outra situação.

Nesta quinta, a entidade chegou a dizer ainda que o acesso de torcedores à Arena Castelão para assistir ao jogo do Brasil diante do México, na última quarta-feira, em Fortaleza, foi "normal" e que a operação foi "um sucesso". Informações da própria polícia local, entretanto, apontam para dezenas de feridos no protesto ocorrido poucas horas antes do duelo, nas ruas que dão acesso ao estádio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.