Filha de Ali vence filha de Frazier

No duelo das filhas de Muhammad Ali e Joe Frazier, deu Laila Ali. A pugilista de 23 anos, filha mais velha de um dos maiores mitos do boxe de todos os tempos, venceu por pontos Jacqui Frazier-Lyde, de 39 anos, em luta de oito assaltos realizada na noite de sexta-feira no Turning Stone Casino, na cidade de Verona, Estado de Nova York. O confronto, que não valeu título, marcou a primeira derrota de Jacqui Frazier em oito lutas. Laila continua invicta, após dez combates. Cumprindo o que prometera, Muhammad Ali não foi ao local da luta, alegando que tinha um compromisso comercial num evento da Nascar, a categoria mais importante do automobilismo nos Estados Unidos. Mas acompanhou o duelo pela televisão. Joe Frazier esteve no Turning Stone Casino e assistiu, ao lado das cordas, à derrota da filha. Ao final, abraçou e consolou Jacqui. Algo em comum - Os pesos pesados Ali e Frazier protagonizaram três dos maiores combates da história do boxe mundial, entre 1971 e 1975, com duas vitórias de Ali. Mais do que rivais, eram considerados inimigos. Na noite de sexta-feira, uniram-se no constrangimento de verem suas filhas expostas num espetáculo muito criticado nos Estados Unidos. Antes da luta, Jacqui provocara a adversária, dizendo que "Laila não poderia mais se sentar por causa dos tapas que levaria no traseiro". Tentando cumprir a promessa, tomou a iniciativa e tentou o nocaute já no primeiro assalto. Mas a filha de Muhammad suportou bem as investidas e ainda conseguiu acertar alguns golpes. No terceiro round, Laila conseguiu equilibrar a luta e, com dois golpes de esquerda na cabeça da adversária, conseguiu soltar o protetor bucal da oponente, que só reagiu nos sexto e sétimo assaltos. Nos minutos finais da luta, Jacqui, já com um olho inchado, buscou o nocaute e chegou a acertar uma direita em Laila. Mas era tarde para descontar a vantagem da adversária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.