Marcio Fernandes/Estadão
Marcio Fernandes/Estadão

Filipinho e Mineirinho tentam se salvar na repescagem do surfe

Brasil pode perder dois concorrentes na briga pelo mundial no Havaí

Paulo Favero, enviado especial ao Havaí, O Estado de S. Paulo

10 de dezembro de 2015 | 23h06

Filipe Toledo, Adriano de Souza e Julian Wilson lutarão na repescagem para continuar na briga pelo título mundial de surfe. Os dois brasileiros e o australiano não conseguiram vencer suas baterias na primeira fase e agora eles têm chance de se manterem vivos diante de adversários perigosos em Pipeline. Já Gabriel Medina e Mick Fanning avançaram direto para a terceira fase e continuam na briga no Billabong Pipe Masters.

Filipinho vai encarar o veterano Bruce Irons, que foi convidado para a disputa que homenageia seu irmão Andy Irons, que morreu há cinco anos. Bruce já conquistou o Pipe Masters em 2001. Já Adriano, o Mineirinho, vai encarar o jovem talento australiano Jack Robinson, que surpreendeu os locais havaianos e foi campeão da triagem. Os dois brasileiros sabem que se perder, estão fora da briga pelo título.

Quem também quer manter vivo o sonho de ser campeão mundial é o australiano Julian Wilson, que vai enfrentar seu compatriota Wade Carmichael, líder da Tríplice Coroa Havaiana. Sua situação é a mesma dos brasileiros, ou seja, se perder, está fora. Quem deu adeus também à chance de título foi Owen Wright, que foi hospitalizado na quarta-feira, com uma concussão na cabeça, e não vai competir no Havaí.

Nesta sexta-feira, a partir das 16h (horário de Brasília), os organizadores vão avaliar as condições do mar para ver se é possível realizar a segunda fase do Pipe Masters (no Brasil, a ESPN transmite). Além dos concorrentes ao título, estarão em ação os brasileiros Miguel Pupo, Jadson André e Wiggolly Dantas. Nesta fase, quem perde dá adeus à etapa. "O mar vai estar um pouco menor, talvez melhor, e tenho de estar preparado", avisa Gabriel Medina, que só entra em ação na terceira fase.

Tudo o que sabemos sobre:
Surfe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.