Filipino Pacquiao é recebido por presidente após vitória

Após vitória sobre o norte-americano Oscar de la Hoya em Las Vegas, nos EUA, pugilista vira herói nacional

Agencia Estado

10 de dezembro de 2008 | 10h12

O pugilista filipino Manny Pacquiao foi recebido como herói em seu país depois da vitória sobre o norte-americano Oscar de la Hoya, no sábado, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Aclamado por seus compatriotas, o atleta deu entrevistas à TV local e encontrou-se com a presidente do país, Gloria Macapagal Arroyo.Arroyo recebeu o pugilista na residência oficial do governo e o bate-papo foi transmitido para todo o país. A presidente afirmou que Pacquiao é um exemplo para todos seus compatriotas. Atualmente, um terço dos 90 milhões de filipinos vive com menos de um dólar por dia."A minha vitória é a vitória de todos nós. Sei que vocês rezaram por mim e ficaram nervosos durante a luta", disse o pugilista, que completará 30 anos no dia 17 e pensa em retomar os estudos em breve. "Não vou lutar boxe a minha vida toda", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
boxeManny Pacquiaorecepção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.