Patrick B. Kraemer/EFE
Patrick B. Kraemer/EFE

Fina adia Mundial de Natação em piscina curta para dezembro de 2021

Federação diz que incerteza relacionada à evolução da pandemia da covid-19 em todo o mundo causa o adiamento

Redação, Estadão Conteúdo

21 de maio de 2020 | 10h30

O calendário de eventos esportivos internacionais de 2020 teve mais um adiamento. Nesta quinta-feira, a Federação Internacional de Natação (Fina) anunciou que o Mundial de Natação em piscina curta (25 metros) não ocorrerá neste ano, tendo sido postergado para 2021 por causa da pandemia do coronavírus.

O campeonato, agendado para Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, foi remarcado pela Fina para o período entre 13 e 18 de dezembro de 2021. E isso se deu, de acordo com comunicado da federação, por causa da "incerteza relacionada à evolução da pandemia da covid-19 em todo o mundo".

"Trabalhamos em estreita cooperação nas últimas semanas com as autoridades dos Emirados Árabes Unidos sobre este assunto e acreditamos que isso seja a solução mais adequada para todos os que participam", afirmou o presidente da Fina, Julio Maglioni.

A Federação também explicou que o congresso para eleger o seu comando para o período entre 2021 e 2025 sra realizado em Doha, no Catar, em 5 de junho de 2021. E os novos membros da entidade vão iniciar seus trabalhos após a realização dos Jogos de Tóquio.

Antes do Mundial de Natação em Piscina Curta, a Fina havia adiado outro campeonato. O Mundial de Esportes Aquáticos foi postergado para 13 a 29 de maio de 2022, em Fukuoka, no Japão. Essa competição seria realizada no próximo ano, mas a federação mudou sua data para evitar uma proximidade de datas com a próxima Olimpíada, agora agendada para 23 de julho a 8 de agosto de 2021.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãocoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.