Fina anuncia as sedes dos Mundiais de 2019 e 2021

A Federação Internacional de Natação (Fina) anunciou nesta sexta-feira que Gwangju, na Coreia do Sul, e Budapeste, na Hungria, serão as respectivas sedes dos Mundiais de Esportes Aquáticos de 2019 e 2021.

AE-AP, Agência Estado

19 de julho de 2013 | 08h57

Barcelona começa a abrigar hoje a edição de 2013 da competição, que acontece a cada dois anos, sendo que Kazan, na Rússia, será o palco do evento em 2015. Já Guadalajara está programada para abrigar o Mundial de 2017, mas o presidente da Fina, Julio Maglione, disse na última quinta-feira que existe a possibilidade de a sede ser transferida para outra cidade mexicana.

Durante o seu congresso técnico, a Fina também tomou uma série de outras decisões. Entre elas está a criação de uma competição de saltos sincronizado mista, com a presença de homens e mulheres, que entrará no programa dos próximos Mundiais.

Já na maratona aquática, em outra decisão mais relevante anunciada nesta sexta, ficou definido que a temperatura máxima para a realização deste tipo de prova será de 31ºC nas competições organizadas pela Fina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.