Fina investiga polo aquático da França por suposta 'entrega' de partida

A Federação Internacional de Natação (Fina) anunciou nesta sexta-feira que está investigando a seleção francesa masculina de polo aquático. A equipe é suspeita de ter "entregado" uma partida válida pelo torneio pré-olímpico da modalidade que garantiria vagas aos Jogos do Rio.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

15 de abril de 2016 | 12h22

De acordo com a suspeita, a França teria perdido de propósito para o Canadá, na Itália, semana passada, para ter um adversário teoricamente mais fácil na fase seguinte. Na ocasião, os europeus foram batidos por 13 a 5 pelos canadenses mas ambos se classificaram para as quartas de final. Os franceses, então, bateram a Holanda e se garantiram na Olimpíada, enquanto o Canadá perdeu para a Espanha e ficou fora dos Jogos.

A Fina admitiu nesta sexta-feira que está "investigando o problema". De acordo com o relato do jogo divulgado pelo próprio site da entidade na semana passada, "o Canadá estava mais interessado em vencer a partida".

A principal entidade de esportes aquáticos do mundo não especificou imediatamente quais regras a França poderia ter quebrado. A Fina também não se manifestou sobre as possíveis punições que o país pode enfrentar se a suspeita for confirmada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.