Fina libera uso do macacão LZR Racer para nadadores

Após reunião com a Speedo, Federação considera que roupa não interfere no rendimento dos atletas

Efe,

12 de abril de 2008 | 15h52

A Federação Internacional de Natação (Fina) informou neste sábado que os novos trajes de banho da marca Speedo (modelo LZR Racer) não descumprem nenhuma norma e estão liberados. Veja também: Mundial de piscina curta registra três recordes mundiais Entenda como funciona o macacão LZR Racer Vote: o macacão deve ser considerado como doping? A decisão foi tomada após uma reunião da Fina com representantes da empresa norte-americana durante o Mundial em Piscina Curta em Manchester. O traje da Speedo, feito de um material que repele a água, está envolvido em polêmicas desde o final de março, quando atletas como o australiano Kieren Perkins e Claude Fauquet, diretor da Federação Francesa de Natação, denunciaram que 18 dos 19 recordistas mundiais em 2008 usavam o maiô. Nos quatro dias do Mundial de Manchester (em piscina curta) já foram quebrados 11 recordes mundiais.

Tudo o que sabemos sobre:
NataçãorecordesSpeedoFina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.