AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Finais aumentam receita com ingressos

Mesmo não tendo conseguido atingir a lotação máxima dos ginásios durante a Olimpíada, os organizadores dos Jogos disseram hoje estar satisfeitos com a venda de 3,6 milhões de ingressos para as finais das competições. De acordo com o porta-voz Michael Zacharatos, ?a meta foi ultrapassada?. Apesar de ter prometido espetáculos com casa cheia, Atenas vendeu apenas cerca de 600 mil tíquetes a mais que Barcelona-92 e Atlanta-96, muito aquém dos 7 milhões de ingressos vendidos em Sidney em 2000. É importante notar, no entanto, que a cidade australiana contava com ginásios maiores que os gregos. Semanas antes dos Jogos, menos da metade dos 5,2 milhões de tíquetes haviam sido comercializados. O aumento das vendas se deu durante os primeiros dias da Olimpíada. Graças à boa campanha grega - com um número recorde de medalhas -, a venda de ingressos chegou a 100 mil por dia. Segundo os organizadores, vendas superiores a 3,4 milhões de entradas seriam suficientes para atingir a meta de 183 milhões de euros em receita (US$ 221 milhões). Imagem ruim - Os escândalos envolvendo doping de atletas gregos, sobretudo no atletismo, chegaram a reduzir o volume de vendas de tíquetes no início da Olimpíada. Durante a primeira semana dos Jogos, os ginásios lotaram apenas a metade da capacidade máxima, mesmo com os ingressos mais baratos que os vendidos em Sidney. Para piorar, os gregos, geralmente em férias em agosto, só retornaram ao país na segunda semana da competição. Preocupações com a segurança e atrasos na preparação da Olimpíada também acabaram afastando os turistas. A Grécia sedia os primeiros jogos durante o verão desde os ataques do 11 de setembro.

Agencia Estado,

28 Agosto 2004 | 07h01

Mais conteúdo sobre:
olimpíadas 2004 olimpíadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.