Finasa/Osasco pode ser campeão amanhã

A terceira partida da final da Superliga Feminina de Vôlei significa tudo ou nada para o Rexona/Ades, que recebe o Finasa/Osasco neste sábado, às 12h30 (com transmissão da SporTV), no ginásio Caio Martins, em Niterói. A equipe paulista lidera a série melhor-de-cinco por 2 a 0 e se vencer mais uma, fatura o tricampeonato.Pelo que se viu no jogo passado, em Osasco, este promete muita emoção e nervosismo. A vitória do Finasa gerou revolta no adversário, que reclamou muito da arbitragem no tie break. A levantadora Fernanda Venturini disse que o Rexona foi roubado e o técnico Bernardinho saiu da quadra chutando a porta do vestiário e pedindo para a imprensa se afastar.Técnico do Finasa, José Roberto Guimarães garante que não está ansioso na disputa por mais um troféu. "Nem penso nisso. Continuo com a idéia de que a série ainda vai ser muito longa", avisou.Para Bernardinho, treinador do Rexona que não está acostumado a perder, a situação é pior. "É um jogo de vida ou morte. Será uma luta pela sobrevivência. Temos de melhorar de uma forma geral. Precisamos ter constância e estar bem o tempo todo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.