Fla e São Paulo bobeiam, líder agradece

Derrota no Engenhão por 4 a 1 para o Atlético-GO e empate contra lanterna América-MG facilitam a vida do Corinthians

Anelso Paixão, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2011 | 00h00

Antes de começar a 17.ª rodada do Campeonato Brasileiro, a preocupação do Corinthians era que perdesse a liderança após 12 rodadas na frente. Isso porque tinha um jogo difícil contra o Atlético-MG, em Ipatinga, enquanto o Flamengo receberia o ameaçado de rebaixamento Atlético-GO, no Engenhão, e o São Paulo enfrentaria o lanterna América-MG, em Sete Lagoas. No entanto, ao término da rodada, o Corinthians não só se garantiu na frente, como viu sua vantagem aumentar para três pontos em relação ao Flamengo e quatro diante do São Paulo.

De quebra, ainda pode garantir o título simbólico do primeiro turno em caso de vitória sobre o Figueirense já no sábado, uma rodada antes do fim desta fase.

A noite de quinta-feira foi mais alvinegra do que qualquer corintiano pudesse sonhar. Afinal, o Flamengo, sem Ronaldinho Gaúcho, suspenso, não só perdeu como foi goleado em pleno Engenhão pelo Atlético-GO, por 4 a 1. Fim de uma invencibilidade que não parecia ameaçada tão cedo, principalmente nesta rodada.

Para se ter uma ideia do que o resultado significou, esta foi apenas a segunda derrota do Flamengo em toda a temporada. A outra havia sido para o Ceará na Copa do Brasil, que tirou o time da briga pelo título, também no Engenhão.

Já em Sete Lagoas, o São Paulo chegou a sair na frente aos 40 minutos do segundo tempo, com Marlos, mas ainda cedeu o empate ao último colocado América-MG, aos 42, com belo gol de Kempes.

O Palmeiras foi outro dos concorrentes ao título a decepcionar na noite. O time saiu na frente com gol de Valdivia, no início do segundo tempo, no Canindé, mas permitiu o empate do Bahia com Titi, o que provocou a revolta da torcida palmeirense, que cantou revoltada: "Vergonha, time sem vergonha".

Com os resultados, o Palmeiras terminou a rodada na 6.ª colocação, atrás de Corinthians, Flamengo, São Paulo, Vasco e Botafogo. Para complicar, tem dois clássicos pela frente: domingo enfrenta o São Paulo e, no dia 28, termina o turno contra o Corinthians, em Presidente Prudente.

Flamengo e São Paulo, concorrentes diretos pela liderança, têm partidas complicadas no encerramento do turno. O time carioca enfrenta o Internacional, domingo, em Porto Alegre, e encerra sua participação no clássico contra o Vasco, no Engenhão, no dia 28. Já o São Paulo encara o Palmeiras no Morumbi, domingo, e termina a participação no turno contra o Santos, na Vila Belmiro, também no dia 28.

Quem pode se beneficiar com tudo isso é o Vasco. O time tem dois clássicos pela frente, mas, se conseguir se sair bem, pode roubar posições preciosas. O time soma 33 pontos, mesma pontuação do São Paulo e apenas um ponto a menos que o Flamengo, seu adversário direto na última rodada. Antes, pega o Fluminense, domingo, no Engenhão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.