Vanden Wijngaert/AP
Vanden Wijngaert/AP

Flagrado pelo uso de cocaína, italiano é suspenso por 18 meses

Ciclista foi considerado 'culpado de violação não intencional'

Estadão Conteúdo

13 de abril de 2016 | 09h41

A União Ciclística Internacional (UCI) anunciou nesta quarta-feira a punição ao italiano Luca Paolini pelo uso de doping. Depois de testar positivo para cocaína na Volta da França do ano passado, o ciclista foi suspenso do esporte pela entidade por 18 meses.

Segundo comunicado divulgado pela UCI durante esta quarta, Paolini foi considerado "culpado de violação não intencional às leis antidoping". O ciclista admitiu ter feito uso de cocaína, mas garantiu que não o fez com intenção de melhorar seu desempenho esportivo, versão aceita pela entidade.

Paolini foi excluído da última edição da Volta da França no dia 10 de julho do ano passado, quatro dias depois de realizar o teste na quarta etapa da competição, e acabou suspenso preventivamente. Como está afastado do ciclismo desde então, o gancho de 18 meses terminará já em janeiro do ano que vem.

Aos 39 anos, Paolini tem no currículo vitórias em estágios do Giro d''Itália e da Volta da Espanha, além de ter conquistado a Gent-Wevelgem, na Bélgica, no ano passado. Por conta do caso de doping, o italiano foi dispensado da equipe russa Katusha.

Tudo o que sabemos sobre:
ciclismoLuca Paolinidoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.