Flamengo demite a ex-técnica de Daniele

A exemplo do que ocorreu no rompimento de sua relação com Daniele Hypolito, a técnica Georgette Vidor se despediu oficialmente do Flamengo, nesta quarta-feira, em meio a mais uma briga. A treinadora, que serviu ao clube durante 20 anos, foi despedida pelo presidente Márcio Braga, que se confessou "cansado" dos desentendimentos dela tanto com atletas quanto com dirigentes.Georgette não quis neste momento polemizar sobre o assunto, mas divulgou uma nota em que informa que dará uma coletiva na sexta-feira sobre o caso. No documento, ela também fez algumas críticas à atitude de Márcio Braga, além de comentários ressaltando seu amor pelo Flamengo e o "sofrimento" por seu trabalho não ter sido reconhecido."Briguei pela ginástica olímpica do Flamengo e pelo Flamengo até onde não pude, que foi dentro do próprio Flamengo. É uma prerrogativa inquestionável do presidente Márcio Braga me demitir e é inegável que isso me traz um grande sofrimento", afirmou a técnica, que também é deputada estadual. "Sofro porque vejo na atitude do presidente do Flamengo a capitulação frente a uma política de abandono dos clubes e de não reconhecimento do valioso trabalho de formação de atletas, que eles sempre fizeram e continuam fazendo." Georgette prosseguiu dizendo que a partir de agora se dedicará à sua atividade parlamentar, "que trabalha pelas pessoas com deficiência, pelo Esporte como fator de inclusão social e pela melhor qualidade de vida possível para as pessoas idosas". Ao concluir o documento, a técnica frisou que não abandonará sua carreira, revelando que voltará seu trabalho para a formação de ginastas nas comunidades carentes do Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.