Flamengo fica com a taça

Time carioca bate o Brasília no quinto e decisivo jogo e ganha a 1.ª edição do novo Nacional

Bruno Lousada, RIO, O Estadao de S.Paulo

29 de junho de 2009 | 00h00

Numa final eletrizante, tensa e tumultuada, o Flamengo soltou o grito de bicampeão nacional. Diante de 15.430 torcedores, que lotaram a Arena Multiuso, na Barra da Tijuca, a equipe rubro-negra venceu ontem o Brasília por 76 a 68, fechou a série decisiva em 3 a 2 e ergueu o troféu da primeira edição do Novo Basquete Brasil (NBB). Terminou a temporada em grande estilo, com direito à tríplice coroa: Campeonato Carioca, Liga Sul-Americana e NBB."Esse time foi feito para vencer. Com esse grupo, posso sonhar sempre com coisas boas", declarou o técnico Paulo Chupeta, enrolado numa bandeira do Flamengo. Embora as conquistas desmintam, a temporada foi dura e marcada pela superação. No início do ano, a equipe ameaçou até fazer greve por causa dos salários atrasados. Mesmo sem receber havia quatro meses e convivendo com conflitos políticos no clube, o time ganhou a Liga Sul-Americana.Depois, lidou com a indefinição de um ginásio para atuar no Rio. A situação melhorou nos últimos meses e o pagamento está em dia. "Jogar no Flamengo é diferente. Só quem é rubro-negro sabe o que representa esse time", diss o ala Marcelinho, cestinha da decisão de ontem (com 27 pontos) e do campeonato. A diretoria garantiu que a equipe não será desmontada, mas alguns atletas podem sair.Os dois times começaram o jogo com os nervos à flor da pele. Os pivôs Baby e Cipriano se desentenderam e quase o empurra-empurra entre eles terminou em briga. A arbitragem expulsou os dois e a final só recomeçou depois de 15 minutos.O Flamengo sempre esteve à frente do placar no fim de cada quarto. Marcou melhor, foi mais eficiente nos arremessos e errou menos que o rival. "Foi uma partida feia", disse o técnico do Brasília, Lula Ferreira, com todo a razão.SELEÇÃOA equipe masculina inicia, hoje, em São Paulo, o primeiro ciclo de treinos visando à Copa América, torneio que dará quatro vagas para o Mundial da Turquia, em 2010. A disputa continental será em Porto Rico, em agosto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.