Flamengo perde jogo e a vaga. Atlético-PR se salva

Cariocas apanharam na Arena da Baixada, por 5 a 3, [br]e ficaram em quinto. Paranaenses seguem na Série A

Julio Cesar Lima, CURITIBA, O Estadao de S.Paulo

08 de dezembro de 2008 | 00h00

Foram três meses transitando pela zona de rebaixamento, mas na rodada final, o alívio. O Atlético-PR bateu o Flamengo por 5 a 3, na Arena da Baixada, em Curitiba, e colocou fim ao pesadelo do descenso para a Série B e ainda garantiu vaga na Copa Sul-Americana (ficou em 13º lugar). A equipe carioca, ao perder, desperdiçou a chance de disputar a Libertadores.Precisando da vitória para não depender de outros resultados em sua luta para ficar na Série A, o Atlético-PR iniciou a partida de forma ofensiva. E, numa cobrança de falta de Netinho, aos 13 minutos, abriu o placar. O flamenguista Toró desviou para o próprio gol. O time da casa dominava o jogo e ampliou aos 27, com Rafael Moura, em rebote de Bruno. O Flamengo descontou aos 35 minutos, com Marcelinho Paraíba, de pênalti. O gol deixou o time carioca mais aceso, porém, em um contra-ataque, Júlio César fez 3 a 1, aos 40. Mas Marcelinho voltou a marcar, aos 43, mantendo as chances dos cariocas.No segundo tempo, o Flamengo teve maior volume de jogo, mas não conseguia concluir a gol. Aos 28, Zé Antônio ampliou. O quinto gol foi de pênalti. Aos 42 minutos, Alan Bahia deslocou o goleiro Bruno ao fazer uma paradinha, e mandou a bola para as redes com um leve toque. O Flamengo ainda continuou lutando e marcou o terceiro aos 48 minutos, em uma nova cobrança de pênalti de Marcelinho Paraíba.Para o meia Kelly, o time do Atlético-PR mostrou garra e mereceu a vitória. "Depois das dificuldades que enfrentamos, poder permanecer na Série A foi excelente".Já para o técnico do Flamengo, Caio Júnior, o time perdeu a vaga para a Libertadores na partida contra o Goiás. "Não foi a derrota aqui, mas sim aquela que nos tirou da disputa", avaliou o ameaçado treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.