Flamengo tenta fechar 1.ª fase no topo. Boca avança

Se golear o Coronel Bolognesi, time do técnico Joel Santana pode terminar na liderança geral da competição

Bruno Losada, Rio, O Estadao de S.Paulo

23 de abril de 2008 | 00h00

Em tom de despedida, Joel Santana comanda hoje o Flamengo contra o Coronel Bolognesi, do Peru, às 19h30, no Maracanã, pela última rodada da fase de grupos da Taça Libertadores. O treinador se apresenta à seleção da África do Sul, em substituição a Carlos Alberto Parreira, após a decisão do Campeonato Carioca. E Joel quer deixar a Gávea em clima de euforia: com o time campeão estadual e em boa situação no sul-americano. Na conversa de 30 minutos com o elenco ontem na Granja Comary, lembrou que o jogo vale a primeira colocação geral, desde que seja por uma grande margem de gols. Isso significa vantagem de decidir em casa a classificação até a final.Joel quer evitar confronto nas oitavas-de-final com o América do México. "A viagem é desgastante. Vamos observar as possibilidades para tentar pegar um time não tão distante." O técnico perdeu o volante Ibson, com dores na coxa esquerda. No lugar dele, entra Jaílton.CLASSIFICAÇÃO ARGENTINAO Boca Juniors sofreu, mas conseguiu a classificação para as oitavas-de-final da Libertadores. O atual campeão continental fez sua parte (venceu o Maracaibo por 3 a 0) e foi beneficiado pelo empate por 1 a 1 entre Colo Colo e Atlas. Acabou na segunda posição do Grupo 3 (somou 10 pontos, como o time chileno, mas levou a melhor no saldo de gols: 3 a 2). O Atlas ficou em primeiro, com 11 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.